Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

7 de abril de 2017

Resenha: Darius – Filhos do Acordo #02 – Thais Lopes.

Título: Darius.
Série: Filhos do Acordo.
Livro: 02. Páginas: 220.
Autora: Thais Lopes.
ISBN: B01NAI77RS.
Ano: 2017. Idioma: Português.
Editora: Senhor da Lenda
Gênero: Erótico / Ficção científica / Romance.
Categoria: Literatura brasileira.
Adicionar ao Skoob.
Compre: aqui.
 E-book cortesia da autora parceira para resenha.

Sinopse:
Tatiana só quer uma coisa: acordar deste pesadelo. Ela se recusa a acreditar que qualquer coisa que aconteceu desde que se viu em uma nave alienígena seja real. ETs não existem. Eles não fizeram experiências com ela. Tudo é um pesadelo. Só pode ser.
Quando um alien azul aparece para resgatá-la, Tati começa a pensar que o pesadelo pode estar acabando - ou se transformando em um sonho, porque Darius poderia muito bem ter saído da sua imaginação. Alto, forte e intenso, ele é tudo o que ela sempre quis. Infelizmente, Darius parece mais interessado em dar um jeito de levá-la de volta para a Terra, mesmo que Tatiana saiba que é tarde demais para voltar à vida que tinha antes.
Mas as pessoas por trás dos experimentos não estão dispostas a deixar que eles escapem. Darius pode até ter algumas ideias sobre como mantê-la livre, mas Tati não tem tanta certeza de que vão dar certo, especialmente depois que o primeiro plano dele é cortar comunicações e entrar em território pirata. E ele está se esquecendo de um detalhe: as experiências que fizeram com Tati deixaram suas marcas, e ninguém sabe o que foi feito com ela. Sua única chance é o alien que quer distância...

Darius é o segundo volume dessa série muito louca, Filhos do Acordo, obra da nossa autora parceira, Thais Lopes. E? Bem, confesso que está difícil falar desse volume, por conta da minha "birra" para com a mocinha da história, mas vamos lá!

A história se passa no espaço, com nomes de planetas fictícios, dentro de naves também. A ambientação é descrita, mas sem detalhes exagerados e de uma forma fácil que faz a imaginação complementar as imagens criadas em nossa mente, tornado a viagem por esse universo muito fácil.

Assim como foi no primeiro volume da série, intitulado de Kernos, Darius é contado pelo ponto de vista da mocinha, e não do mocinho (“Et”) que deu nome a obra. Nesse livro conhecemos Tati ou Tatiana, como preferirem. Tati é louca, sem noção, pirada, tarada de um modo exagerado (Mas a personagem foi baseada em uma amiga da autora, e segundo consta, é exatamente assim – risos – desculpa pela descrição e os meus resmungos, Tati!) e transforma as coisas a um extremo com uma facilidade que confesso, fiquei com vontade de estapear a personagem. #ProntoFalei! Tati não me conquistou tanto, menos do que a personagem do livro anterior, Gabi – que também participa desse volume – que demorou para me ganhar mas que conquistou minha simpatia. Tati conquistou minha birra – birra, confesso! risos. Tati tem a mesma aceitação de segundos de Gabi (link da primeira resenha no final desta), e que me incomodou. Por mais louca que a gente seja, certas coisas assustariam a gente, em um primeiro momento, Não que a gente fosse surtar, mas também não abriríamos as pernas no primeiro segundo (Ok, posso estar errada, mas me incomoda isso).

O que continua me instigando, intensamente, é descobrir todos os mistérios das experiências que a galera do mal, os amiguinhos do Arcen – vilão que fez pouca participação na série até o momento, mas que sempre é mencionado como o principal responsável por toda a “treta” –, enfim... desvendar o que eles continuam aprontando.

A autora vai nos apresentando alguns detalhes que ficaram vagos no primeiro volume, como quando as experiências começaram, dentre outros detalhes que vão fazendo o quebra cabeça se encaixar. Alguns “segredos” foram revelados... Os “meninos” (Et’s) dessa série tem uma tendência a serem “babacas” com as mocinhas na busca de mantê-las afastadas e tentar evitar um envolvimento emocional, receita certa para não dar certo – haha. Mas, na verdade, achei que, como a mocinha era tão tarada quanto ele, não foi tão babaca assim. Claro, na primeira frase imbecil dele, particularmente, eu, no lugar dela, teria mandando-o para a casa do Papai Noel (leia-se um palavrão pesado aqui – risos) para nunca mais – Sou dessas, me julguem! – Só que nem todo mundo é assim, então...

“Ok, Ana, pode parar e dizer de uma vez tudo que achou desse livro, ok?”
“Okay, vamos lá!”

Eu acho que vocês notaram que Tatiana não me convenceu, e posso dizer que o casal em si, também não. Eu esperava mais de Darius – o personagem, não do livro – e infelizmente ele não correspondeu as minhas expectativas. Ok, ele não é tão machista, ponto para ele... mas tem algumas coisas que me incomodaram.

Ok, Tati marcou um ponto GIGANTE comigo, porque ela, assim como a minha pessoa, é #TeamCap – hahaha. Sério, gente, eu quero um boneco de pelúcia do Capitão América, do Steve, quero sim! :D

Voltando, eu gosto muito da trama do sequestro de terráqueas para fazer experimentos que, da questão do comércio onde elas são a mercadoria, ao meu ver, tudo indica que são para questões reprodutivas. Será que estão na busca da evolução das espécies? As teorias vão formando-se em minha mente. Tati é peça importante nisso tudo, ela é uma das primeiras humanas que teve o DNA alterado e que sobreviveu, tem todo um porque que é explicado direitinho, mas novamente sem muitos detalhes técnicos, pela autora, que nos faz aceitar a questão e nos indica o caminho que vamos seguir depois de algumas descobertas. Então, o ponto alto para minha pessoa, é isso: a trama dos experimentos, do Acordo, de até onde eles vão.

O mistério da culpa que Kernos e Darius (eles são irmãos, acho que ainda não tinha mencionado isso) sentem é revelado, confesso que fiquei com dó dos dois, deu pra entender o motivo de quererem acabar com tudo isso, e de certo modo de não quererem se envolver com ninguém – o medo de perder, de não conseguir proteger, é realmente algo complicado com o que se lidar. Mas para saber exatamente do que estou falando, só se você ler mesmo, porque eu não vou contar.

O que me incomodou um pouco, foi o excesso de cenas eróticas, mas, outra vez, ressalto para que não deem muita importância a esse meu comentário. Leio, de boa, cenas de sexo nos livros, conforme o desenrolar da história, o momento certo, eu gosto de ler. Todavia... quando existe um excesso de cenas assim, me incomoda. Sou daquelas que espera mais ação, mais “treta”, mais tiro porrada e bomba do que cenas eróticas, só que eu sei que livro hot é assim, portanto, para quem adora, não vai incomodar-se. E para os leitores resmungões, que sabem o que vão encontrar no livro, mas que querem lê-lo, e resmungam, assim como a minha pessoa, apegue-se a trama central e vai dar tudo certo. Você vai conseguir aproveitar a leitura e curtir ela.

É isso! Darius é um passatempo legal que nos deixa curiosos para o próximo volume, pensando em teorias, e esperando que o lançamento de Ithori – o livro 3 – venha logo!

Sobre a escrita da Thais, todo mundo que acompanha o blog, sabe que gosto bastante. Já contei aqui que a escrita dela é simples, que flui com facilidade para o leitor, e que ela me remete aos livros que a maioria está acostumado, Thais não fica para trás de autoras americanas não, vale a pena conferir. Ela tem uma mente bem barulhenta e sempre está trazendo novos projetos para os seus leitores. Preciso dizer, ainda que, a autora tem cometido algumas gafes como uso demasiado de termos repetidos, mas acho que, pela personalidade das personagens – que achei parecias – pode ter sido intencional (Vou descobrir com ela logo – risos). A capa segue a mesma linha da primeira e é linda e combina com o enredo bem certinho. Não posso opinar sobre o restante, pois li em e-book, cortesia da autora para nossa avaliação. Mas, posso dizer que não precisei mexer no tamanho da fonte e que a leitura foi fácil.

Se recomendo? Claro! Vale a pena, a leitura é curtinha, simples, com pegadas quentes, um pouco de ação diversos tons de pele, garras, articulações e tudo o mais que uma mente “viajada” pode aprontar – haha –. Brincadeiras a parte, para quem gosta de livros eróticos, gostaria de ler uma ficção científica mas tem medo de se aventurar no gênero, é super recomendado!

Ah, tem um “vamos ficar, não vamos” meio frequente, portanto, se você quer saber se o casal acaba junto, se a mocinha morre ou não (ela tem um problema sério de enxaqueca que muito mais do que isso – deixei para contar agora, porque sim U_u), se ela vai viver no espaço, ou voltar para terra? Novamente: Descubra lendo!

P/s: Adoro os piratas, um grupo ilegal, legal - risos. Revemos alguns personagens, e eles participam ativamente do final da história, é bem bacana,

Já conhecem o trabalho da Thais? A série Filhos do Acordo? Kernos? Darius?
Curtiu a premissa? Já leu? Interessados? Me contem tudinho nos comentários!
Bem, que venha a Suelen (Ithori)!

Até a próxima!
Avaliação: 



Leia outras resenhas de obras da autora Thais Lopes clicando nos links abaixo.

Série Santuário da Morte
(A autora retirou essa série do mercado, ela está reescrevendo a mesma).

Série Crônica de Táiran.
4. Guardiã.
Série Filhos do Acordo.
2. Darius.
3. Ithori.

Acompanhe a autora nas redes sociais:
  1. Skoob da autora - clique aqui. 
  2. Perfil da autora no facebook - clique aqui. 
  3. Fanpage - clique aquiSite - clique aqui.
  4. Instagram - clique aqui. 
  5. Crônicas de Táiran - clique aqui
  6. Série Santuário da Morte - clique aqui
  7. Nilue - clique aqui
  8. Wattpad - clique aqui.

12 comentários :

  1. Ahh Ana! Adorei a resenha!
    Sou fã da Thaís! E isso porque só li os 2 primeiros volumes das crônicas de Tairan.
    Não sou fã de eróticos, mas por acreditar na Thaís, quero muito ler Kernos e Darius. Vai que eu apaixono? Hahaha
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, apesar de tudo acho que vc acabou não curtindo tanto a história mas quero dar uma chance. Estou sempre atrás de obras nacionais. Parabéns pela parceria. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ana! Amei sua resenha, achei divertidíssima e você soube expressar muito bem os pontos bons e ruins no livro. Fiquei curiosa com a estória em relação ao gênero ficção científica e o romance com ETs kk. Parece ser bem envolvente e divertida, principalmente por conta da Tati ser um pouco atirada como você ressaltou kkk. Obrigada pela dica, bjss!

    ResponderExcluir
  4. Oiee Ana ^^
    Eu ainda não conhecia este livro, mas confesso que não fiquei muito curiosa ou animada para ler não. Acho que a forma como você descreveu os personagens e como eu os imaginei na minha cabeça não me agradou, e algo me diz que nem o romance vai. Então eu acho que não leria :/ Até gosto de uma boa ficção científica, mas quando ela não puxa para o lado erótico.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  5. Gente... Fiquei meio perdida na viagem! hahahahahaha. Mas bem curiosa também. Quero conhecer a Tati e saber o que ela tem de tão doida! Gostei muito por ser uma autora nacional! Isso já marca um grande ponto pra mim!
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana
    Parece ser uma boa mistura, ação e erotismo. Só não gosto quando tem um excesso de cenas eróticas também, e pelo jeito isso também me incomodaria. Não sei se leria a série, pelo menos nao no momento, mas adorei a dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  7. Adoro a Thais, acho ela uma grande autora e esse estilo dela me deixa mto feliz, pois é um dos que mais gosto de ler.
    Não conhecia Dairus, e achei a sua opiniao bem sincera, falando oq gostou e nao rolou.
    Acho que vou gostar da história, adoro tudo que se passa no espaço.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  8. Confesso que tenho uma barreira com histórias que envolvem alienígenas (sem ser Star Wars). É uma dificuldade minha. Preciso reformular minha mente sobre isso antes de encarar esta série. Independente de mim, fico feliz em ver autoras nacionais explorando caminhos diferenciados. Abraços!

    ResponderExcluir
  9. não foi um livro que me chamou mta a atenção. Para mim, livro hot tem que ter um equilíbrio, e pelo que vc falou, teve em excesso. Não curto livro que 5 em 5 páginas os personagens estão trepando, meio que deu a louca no canguru perneta...rs. Mas acho legal quando criam um novo mundo e fora que é uma escritora brasileira.

    Parabéns a página e sucesso!

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Muitas cenas eróticos sempre estraga um livro mesmo sendo do gênero. E o fato da mocinha não descer, também sérios problemas quando isso me acontece com personagens principais. Ainda não tenho opinião certa do que esperar da série. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. OI Ana, sua linda, tudo bem?
    Que pena que o livro não lhe agradou tanto. Quando eu vi que era ficção científica fiquei bem animada, sou fã desse gênero. Mas se os personagens não convencem acho que não conseguirei me envolver com a história. Gostei muito da sua sinceridade como sempre. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o livro ainda. Gostei bastante dos elementos que a autora usou para construir a história, bem atípico do universo erótico que tem sido lançado ultimamente. Acho bem complicado quando os personagens principais capais não conseguem nos envolver, mas como sua resenha bem mostrou, o enredo consegue prender para querer saber mais. Não é uma leitura que faria no momento mas gostei de saber mais sobre.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^