Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

2 de outubro de 2016

Resenha: Amante Renascido - IAN #10

Título: Amante Renascido.
Série: Irmandade da Adaga Negra.
Livro: 10.
Ano de Lançamento nacional: 2012
Número de Páginas: 704.
Editora: Universo dos Livros (UDL).
Título Original: Lover Reborn.
Ano de Lançamento: 2012.
Autora: J.R. Ward.
Adicione ao Skoob
Fantasia, Fantasia Urbana, Romance, Erótico, Sobrenatural, Literatura Estrangeira.


Sinopse:
Das sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma furiosa guerra entre vampiros e seus assassinos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por guerreiros vampiros defensores de sua raça.
Desde a morte de sua shellan, Tohrment tornou-se irreconhecível. Fisicamente abalado e com o coração partido, ele é levado de volta para a Irmandade pelo anjo Lassiter. Agora, lutando com uma fúria implacável, ele está preparado para enfrentar outra tragédia.
Ao descobrir que sua amada está presa em um submundo frio e isolado, Tohr procura o anjo na esperança de salvá-la. No entanto, quando Lassiter lhe diz que ele precisa aprender a amar outra fêmea para libertar sua antiga parceira, Tohr percebe que eles estão condenados. Mas ele não esperava que uma mulher intrigante e sexy começasse a mexer com seus instintos adormecidos. Em meio a uma guerra violenta contra os redutores e um novo clã de vampiros competindo pelo trono do Rei Cego, Tohr divide-se entre o amor antigo e um futuro arrebatador. Será que ele se entregará a essa nova paixão e conseguirá libertar a todos?  

“Uma série longa, você não cansa de ler livros desse universo, não?”
“Não, não canso. Quanto mais leio IAN, mais quero!” U_u

Então, é isso mesmo, chegamos ao décimo livro da Irmandade da Adaga Negra e continuo apaixonada por essa série! Sim, ela tem suas falhas, mas nada que me tire a vontade de lê-la. Não conhece a série? Confira mais sobre a premissa de IAN no nosso Sobre Sagas – clicando aqui. Bom, agora vamos falar desse livro que... bem, vamos lá!

Amante Renascido é um título perfeito para contar a história de Tohrment ou Tohr, como preferirem. Ele que é o centro desse livro, ele que é um personagem considerado “certinho”, que sempre foi o mais centrado, coerente, conciso, ele que era amigo de Darius (alguém que muito lhe ajudou no passado) e depois, ainda que não saiba – SPOILER A SEGUIR, PULE ESSE PARAGRAFO SE AINDA NÃO LEU ATÉ O TERCEIRO LIVRO DA SÉRIE – adotou como filho aquele que é a reencarnação de Darius, um companheiro sofrido, um Pai machucado, um macho muito ferido, uma alma destruída... Será Tohrment realmente capaz de renascer? Onde ele está? O que tem feito? Encontrou a morte? Renasceu do outro lado? Encontrou o fade? Todas essas informações você só descobrirá lendo.

Muitos estão entristecidos, o sofrimento se abate com frequência sobre a cabeça dos nossos amados Guerreiros e suas companheiras. Momentos de alegrias, momentos de dor, a guerra não para e não existe trégua seja no âmbito físico ou emocional para ninguém.

Depois de muito, muito tempo mesmo, Tohrment tem uma oportunidade e ele precisa escolher entre fazer o que é correto e se permitir viver ou desistir da vida de vez. Depois de ter sua companheira e o filho que ela carregava no ventre ceifados de forma violenta e brusca pelas mãos dos redutores (os principais inimigos do vampiros) ele isolou-se, deixando para trás John – seu filho adotivo – e todo o seus irmãos que são mais do que irmãos de raça, são família, amigos, tudo!

Quem acompanha a série sabe que em Amante Consagrado muitas coisas começaram a mudar e por isso, nesse livro, temos a oportunidade de conhecer melhor uma personagem que se esconde, que não se acha digna, uma personagem tão destruída quando o Guerreiro Tohrmet, ela que é conhecida, tristemente, como No’One. Ela punia a si mesma, pelo que? No’One tem um passado obscuro, complicado, mas na verdade, ela sempre foi apenas uma vítima, mas a dor de tudo pelo que passou a faz sofrer, faz com que ela suplante a seu corpo, mente e alma punições, o psicológico dessa personagem é um tanto complicado, confesso que gosto dela.

Dois seres destruídos podem tornar-se amigos e ajudarem um ao outro? Pode ser um caminho muito perigoso... será que vale a pena arriscar?

Nas histórias paralelas temos o Bando de Bastardos – também inimigos da Irmandade – em grande destaque, os planos vem avançando para destronar o Rei e nesse livro gostei muito da participação desse Bando e as manipulações com a Glymera.

Também posso destacar a participação de Assail – um personagem mais recente e enigmático que chegou com vontade e quer liderar o tráfico de drogas da região de Caldwel que outrora fora dominada por Rehvenge. Assail rouba a cena as vezes, me encantei por ele e estou esperando para ver muito mais sobre esse enigmático personagem.

Enfim, esse livro nos faz avançar passos importantes na série. Nele encaramos luto, desentendimentos, egoísmo, dor, muita dor. Chorei quando No’One se permite ser mãe, quando ela se abre para ajudar a quem precisa, quando ela avança várias casas dentro do seu eu destruído para renascer. Sim, ela tem uma filha! Sim, Tohr faz parte do passado dela! E sim, eles podem ser a nova chance um para o outro ou podem ser a destruição das cinzas nas quais vivem.

Preciso dizer e podem me contar: Existiu um momento em que simplesmente odiei o Tohr por cada palavra que ele cuspiu, como se a culpa fosse dos outros. Odiei um momento em específico e se eu vivesse naquela realidade nunca o perdoaria (não posso falar do que se trata porque seria um spoiler gigante, mas se você leu ou for ler, acredito que vai me entender).

Parte dos momentos finais desse livro me tiraram o folego, me fizeram chorar novamente e, de certo modo, aceitar a história que pra mim estava sendo muito difícil. Não quero me prolongar na premissa e na verdade tentei não contar quase nada, o que posso dizer sobre Amante Renascido? Leia! Leia com uma caixa de lenço do lado se você for uma pessoa emotiva, vai precisar. Preste atenção nos detalhes e desenvolva suas teorias, porque sim, virão muitos outros livros da série e a autora as vezes nos deixa pistas nas entrelinhas.

Para quem curte a série: não deixe de ler esse livro!
Para quem quer conhecer a série: Ande, vamos, corra já para ler Amante Sombrio e quando você for ver já vai estar lendo A. Renascido pois a série é viciante!

Como nem tudo são fores, as passagens dos redutores me irritaram, eles estão mais em segundo plano nesse livro, mas tudo bem, eles ainda são necessários – haha.

Quanto ao livro: A edição é simples, porém bonita. Uma revisão legal com alguns errinhos mas nada que atrapalhe a leitura. A capa é bacana, o título se encaixa perfeitamente e eu quero um Lassiter para chamar de meu! (Lassiter é um anjo terrível que chega com tudo para abalar as estruturas dessa série!). A escrita da J.R. Ward continua cativante e ainda que tenha momentos em que a odeio, na verdade amo-a por ter nos presenteados com essa série de fantasia urbana tão gostosa de se ler.

[QUOTES]
Quando fechou os olhos, John viu a loucura no rosto de Tohr enquanto o irmão atacava o redutor. Sim, pensou, ele agora sabia até os ossos exatamente como Tohr se sentia. O inferno na terra forçava um macho a fazer um monte de merda.

"…eu errei ao ter virado minhas costas para você. Foi errado de minha parte esperar tanto tempo. Errei em tudo, mas…" Ela bateu o pé. "Esta noite eu assumo todos os meus erros, para que eu possa lhe entregar meu amor, independentemente de quão imperfeito e indesejado ele seja. Eu não mereço ser sua mãe ou chamá-la de filha, mas talvez possamos formar uma espécie de amizade... Mas saiba que estou aqui, com meu coração e mente abertos, para descobrir mais sobre quem você é e o que você é."

Quando ele assentiu solenemente,ela o envolveu em seus braços e o segurou firme.Ser nomeada era ser reivindicada,e aquilo a fez sentir-se renovada e …renascida.

Tudo o que sentiu foi a sensação de que o que acabara de acontecer era um começo,e não um fim.

Mas então, ele acreditava que o processo de recuperação, em contrário ao de trauma, era gentil e lento… O suave fechar de uma porta, ao invés de uma batida forte.

Esse livro tás o início de mudanças, vale a pena conferir. É isso! Leia! Leia! Leia! E finalmente chegaremos ao décimo primeiro livro... em breve! ;-)

Avaliação: 
  
Clique nos títulos abaixo para ler as resenhas da série IAN.
8. Amante Meu.
9. Amante Libertada. 
10. Amante Renascido.
11. Amante Finalmente
12. O Rei.
13. Os Sombras.
14. A Besta.

Guia da Série.

9 comentários :

  1. Oie, conheço muita gente que tem um amor gigante por essa série. Li um livro e te confesso que não é minha praia. Hot demais e com vampiros não curto, mas acredito mesmo que cada livro seja muito bom para quem curte obvio.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Conheço muita gente que leu e recomenda essa serie. Só vejo avaliações positivas mas realmente não é o meu tipo de leitura. Mas é uma otima dica pros leitores do estilo. :)
    http://www.facesemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Não consigo ter vontade de ler essa série. Ela é enorme. Acho um compromisso grande demais. Não dá. E todo mundo que lê fica apaixonado. Prefiro não correr o risco kkkkkk

    www.cantaremverso.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Todas as capas dos livros dessa série são lindas. Ainda não li, são muito grandes e não posso no momento parar pra ler um livro tão longo. Parece muito bom, já estive nessa vibe de vampiros, li muitos livros sobre, assisti muito a série The Vampire Diaries hahaha Muito boa resenha!!
    literaturanews.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nossa, décimo livro? É inegável que você aprecia muito a série. Eu sou tão morta de espírito que não tenho dúvidas que não conseguiria ler a série, parabéns por ter fôlego para companhar todo o longo enredo.

    ResponderExcluir
  6. É o tipo de série que não tenhamos mesmo! Não cheguei neste volume aibda, apesar de te-lo. Não vejo a hora de saber mais sobre Tohr, ou pelo menos depois da trágica perda dele. E de como ele e No'one vão superar seus traumas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olhe, confesso que não entendi exatamente nada KKK, já que é o volume 10 e eu nem sabia nada do volume 1, ficou bem dificil.
    Já tinha ouvido falar muito sobre essa série, mas não sabia que ela tinha tantos volumes, acho que não leria por ser tão grande assim, já estou me batendo para ler uma trilogia, imagina algo assim

    ResponderExcluir
  8. Olá, Ana! Não conhecia a série e acho que foge um pouco do que gosto de ler. Porém, nenhuma série chega a tantos livros se não for realmente boa, não é mesmo? Imagino que muitos leitores devem gostar. Parabéns pela resenha!


    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, tenho o primeiro volume dessa série, mas pra falar a verdade, não tenho muito interesse, sei lá bem o porquê, kkkk
    Acho que estou um pouco cansada de vampiros...kkkk

    Abraços

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^