Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

13 de setembro de 2017

Resenha: Seduzida por um Highlander – Irmãos McCabe #02.


Título: Seduzida por um Highlander.
Série: Irmãos McCabe.
Livro: 02.
Autora: Maya Banks.
Editora: Universo dos Livros.
Categoria: Romance, Romance de época, Ficção.
Páginas: 353. Ano: 2017.
Idioma: Português. 
ISBN-13: 9788550301839.
Compre: aqui.
Encontre no Skoob.

Sinopse: Maya Banks, a autora best-seller do The New York Times, cativa os leitores mais uma vez com Seduzida por um Highlander, volume 2 da série Irmãos McCabe, no qual um guerreiro indomável das Terras Altas é pego entre a lealdade e o amor proibido. Bravamente leal ao irmão mais velho, Alaric McCabe lidera o clã na luta por seus direitos e agora está pronto para se casar por dever. Porém, na viagem para pedir a mão de Rionna McDonald, filha do laird vizinho, uma emboscada é armada e Alaric é deixado para morrer. Milagrosamente, sua vida é salva pelo toque suave de um anjo das Terras Altas, uma beldade corajosa que colocará à prova a lealdade dele ao clã, a própria honra e os desejos mais profundos. Exilada de seu clã, Keeley McDonald foi traída por aqueles que amava e confiava. Quando o guerreiro ferido cai do cavalo, ela é seduzida por aquele corpo forte e esguio. O brilho misterioso nos olhos dele acende uma paixão que os seguirá de volta para o castelo de Alaric, onde o amor proibido afogará ambos nos prazeres da carne. Entretanto, à medida que a conspiração e o perigo se aproximam, Alaric precisa tomar uma decisão impossível: trairá seus laços sanguíneos em favor da mulher que ama?


Bem, vamos para a segunda resenha dos irmãos McCabe. Uma trilogia de romance de época – um gênero que adoro e uma história que me deixou encantada, prontos? Vamos lá!

Alaric McCabe é leal ao seu povo e ao seu irmão. Ele aceitou um casamento arranjado com Rionna – a filha de McDonald –, de um clã próximo das suas terras, e para concretizar a união viajou para finalizar o acordo. No caminho, Alaric sofreu uma emboscada onde quase morreu, mas o destino – ou seu cavalo – levou-o a casa de uma curandeira.

Keeley é uma moça simples, que vivi sozinha na divisa das terras de McDonald. A moça fora traída pelo seu clã e expulsa das suas terras, privando-a do convívio com seu povo e de receber ajuda. Ela não passava fome, todavia, não tinha conforto suficiente. Desde pequena aprendeu a arte da cura, conseguindo assim sobreviver com moedas com as quais as pessoas lhe pagavam em troca de seus remédios e conhecimento.

A mocinha tinha saído de sua casa para buscar madeira, quando notou um cavalo com um homem em cima quase caindo, viu que estava ferido e decidiu ajudá-lo. Para tal, levou-o até sua casa, onde poderia tratá-lo em busca de curar a sua ferida.  De imediato Keeley o achou lindo – e sua imaginação era fértil, ela, literalmente, viajou longe –. Apesar de estar desacordado e em repentinos momentos acordar de forma nada clara, Alaric, nos seus devaneios, intercalava entre chama-lá de Anjo ou Diaba.

Ela levava uma vida monótona, no entanto, com a chegada do guerreiro, sua vida virou de ponta cabeça, pois os irmãos McCabe estavam em busca do homem ao qual ela acolheu e encontraram os dois.

Eles decidiram levaram Keeley junto, para que ela terminasse de tratá-lo adequadamente, e também para que ela pudesse ajudar no parto de Mairin – já que tinha os conhecimentos medicinais –, que estava no fim da gestação. Em resumo, ela não teve escolha, eles praticamente a raptaram de sua cabana não aceitando os seus argumentos.
“Pare de ser teimoso, guerreiro” – ela o repreendeu. “Beba para que todos nós possamos dormir nesta noite. Já passei muito tempo sem dormir por sua causa”.

“Diaba. O que você fez com meu anjo?”

Conforme a história vai se desenrolando, começamos nos deparar com vários obstáculos para que um romance e outros acontecimentos se deem, como: O fato de Alaric ser noivo. A ameaça eminente em sua vida, ele está se curando, mas, quem tentou mata-lo? Suspeitas e desconfianças se instalam cada vez mais no enredo.

Não havia como adiar o casamento, o prazo estava acabando e eles precisavam da aliança que seria forjada através de tal união, antes da guerra começar.

Apesar de tudo, parecia que Keeley estava encontrando um novo lugar para chamar de seu. Ela foi aceita no clã McCabe, todos a respeitavam, porém o seu gênio era igual ao de Mairin e por isso os homens a evitavam. Acompanhamos a sua adaptação, que foi imediata em relação às mulheres do clã, mulheres que estavam de braços e corações abertos para ela, e para a ajuda que ela era em seu meio, rapidamente elas a adoravam.

Ao passar de cada dia, o sentimento que passou a nutrir por Alaric, logo foi tomando formas mais ousadas, ao ponto de ela acreditar que era amor, e que ele estava crescendo desde o primeiro momento em que colocou os olhos sobre o homem. Ao que tudo indicava, ela era correspondia na mesma proporção. O homem lhe lançava olhares furtivos, e sempre que podia lhe concedia toques inesquecíveis, todavia, ela sabia que não existiam chances de eles ficarem juntos. Uma união, não apenas de um homem e uma mulher, mas de dois clãs estava em jogo e com isso muitas vidas também.

Alaric estava dividido entre o amor que experimentava e a sua honra, por conta de seu dever para com o seu povo. Mas, ele não precisou decidir, Keeley sabia que a honra de um cavalheiro não podia ser quebrada. Tomando para si a responsabilidade – que acreditava lhe caber – ela decidiu pelos dois. Keeley abriu mão de seu amor, por causa do clã que agora era seu também.

“Farei qualquer coisa que me pedir, Keeley.” 
“Então seja feliz, lembre-se de mim com carinho.”

Um mal maior está à espreita. Essa mal deseja apenas a morte, e vai chegar bem perto da tragédia ou quem sabe alcança-la? O que está realmente por vir? Existe honra de ambas as partes nesse acordo que será selado com uma união? A decisão de Keeley ou de Alaric mudará? Eles realmente vão viver para sempre sem o amor um do outro, para que um bem que consideram maior do que eles prevaleça?

Preciso desabafar e dizer que ri e chorei na mesma proporção durante essa leitura. De uma página a outra me deslumbrei totalmente. A vida de Keeley não foi fácil, e ela sofre muito também no decorrer da história. Seu passado esconde muitas coisas que, quase no final são reveladas, e quem sabe esse passado possa colocar tudo em risco? Quem sabe sua origem seja um problema dos grandes? Quem sabe... Preciso destacar que gostei muito mais desse livro do que do primeiro. Esse volume foi muito mais gostoso de ler, os personagens mais cativantes e o desfecho é delicioso de se acompanhar. Confesso que estou aqui, coçando os dedos para não deixar spoilers nesta resenha para vocês – risos.

Maya Banks me surpreendeu, novamente, com essa história. Temos em “Seduzida por um Highlander” um enredo completamente fascinante! A escrita da autora faz com que a leitura flua facilmente, contando com um palavreado simples e fácil de entender, ela nos cativa até o ponto final e nos trás um universo bem ambientado, mas sem exageros, o que deixa a leitura ainda mais deliciosa.


A Universo dos Livros continua nos apresentando edições simples e charmosas. O livro conta com uma fonte de tamanho confortável para a leitura, com as adoráveis – para nós – folhas amareladas. Não notei erros de digitação ou de revisão. A capa do livro é linda, as cores bem destacadas, e segue o padrão da primeira. 

Recomendo a leitura para quem acompanha a série, e para quem curte o gênero. Ah, também para quem quiser aventurar- se neste meio, com certeza os Irmãos McCabe são uma ótima pedida!

Maya Banks é autora best-seller do The New York Times e do USA Today, conta com mais de 70 livros publicados. A autora escreve romances eróticos, suspenses, contemporâneos e de época. No Brasil, a Universo dos Livros REM lançado sua série Montgomery e Armstrong, e agora apresenta a trilogia Irmãos McCabe.

Estou ansiosa para ler o livro do terceiro irmão McCabe, Caelen. Por que? Hahaha. Não vou contar, mas, QUERO... No mais? Leiam, leiam, leiam!!!

Até a próxima!

Classificação:


Confira as demais resenhas da trilogia clicando nos títulos:
1. Atraída por um Highlander.
2. Seduzida por um Highlander.

4 comentários :

  1. Amei a resenha! Concordo com você, gostei muito mais desse livro do que do primeiro. Até porque eu tenho uma queda por romances proibidos :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Cristina, gostei bastante da sua resenha, esses mistérios sobre a vida de Keeley me deixaram curioso, o que pode ser tão grave ao ponto de por tudo em risco? Dica anotada.

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Apesar do sucesso, não é uma trama que me chame a atenção, esse gênero quase nunca me prende. Enfim, que bom que curtiu a leitura!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Essa capa é linda! Fiquei curiosa para conhecer a série, mesmo sabendo que é um romance, deu para perceber que há bastante drama no enredo. Fiquei curiosa para saber se o casamento vai se realizar, beijos!

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^