Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

29 de janeiro de 2018

Resenha: Luz da Manhã – Anne Marck.

Título: Luz da Manhã.
Autora: Anne Marck.
Trilogia: Protetores.
Volume: 2.5.
Editora: Independente / Amazon. 
Gênero: Romance, literatura brasileira, ficção.
Páginas: 464.
Ano: 2017.
Idioma: Português.
ISBN: B077S8DZYP.
Encontre no Skoob.
Compre: aqui.

Todos passam por um momento na vida em que algo acontece e as coisas simplesmente... mudam.

Para Gabrielle, o divisor de águas aconteceu quando uma menininha de cerca de um metro de altura invadiu seu apartamento, apresentando-se como Luz do Sol, e, com uma lábia cativante, levou embora suas melhores maquiagens sem que a mulher sequer se desse conta de como. O que Gabrielle não sabia era que, naquele instante, a espertinha levava mais do que isso: ela também apanhou um pedaço de seu coração de maneira irreversível.

Maximiliano, o pai da garotinha, está de mudança para o prédio. O novo vizinho de porta, um médico socorrista bonitão, estremecerá os alicerces da mulher que sempre foi muito segura com sua vida. A química entre eles é imediata, forte e impossível de ser evitada. E junto dela, vêm grandes decisões e responsabilidades.

Conheça a história de Gabrielle, Maximiliano e da pequena Matraquinha! Venha rir, se emocionar e se apaixonar por este triângulo. Descubra, com eles, uma nova forma de amor: puro, corajoso, protetor.

 

Olá! Hoje vamos falar sobre a história de Gabrielle, que é uma moça decidida e bem resolvida, mas que ao deparar-se com a Ana Carolina resolve dar tudo o que a pequena quiser!


Gabrielle é uma moça que tem um passado triste, do qual não se esquece e sente-se culpada pelo que ocorreu, por isso ela colocou um propósito em sua vida de não se envolver emocionalmente com ninguém e de nunca mais se casar.
Maximiliano teve um casamento conturbado, tem uma filha pequena, a Ana Carolina, faz tudo por ela e luta constantemente com sua ex pela guarda da filha.

Preciso dizer que me apaixonei por Ana Carolina de imediato, ela é uma menininha doce, inteligente e falante, que tem uma deficiência e vive num mundo de contos de fadas. Tudo para ela é felicidade, entrar na casa de sua vizinha Gabrielle e ter a lábia de levar seus batons caros e deixar a moça de boca aberta sem ter reação em dizer não, a deixou muito feliz – risos.

Gabrielle, como a sinopse deixa claro, apaixona-se pela matraquinha – um apelido carinhoso que usa para se referir a Ana, que mais perfeito não poderia ser, é uma verdade incontestável e não tem como descrever essa menininha que conquista a todos de uma forma melhor. Ana tem todos a seus pés merecidamente, é uma menina muito inteligente, comunicativa e que conta com uma luz interior incrível.

Max é um sonho de consumo – haha –, tudo nele é uma perfeição, desde como ele põe a filha em primeiro lugar e como cuida muito bem dela, até o fato de ter o pé no chão. Apesar de ser divorciado ele parece ser um cara realmente bacana. É um médico socorrista e que leva a nossa imaginação para longe – risos.

Minha menininha foi ferida e eu não pude estar lá para protegê-la. A realização dói como o inferno.

A relação entre a vizinha e a matraquinha é do tipo em que Gabi se desmancha de amor, Ana é “uma coisa” tão pequena e com um fardo grande a carregar, e isso fez com que a nossa mocinha tomasse uma posição de querer proteger e cuidar da menininha enquanto fossem vizinhas.

Algo que achei interessante na trama, é como a história se desenvolveu parecendo tão natural, como tudo se encaixava, e como os acontecimentos tornavam a historia maravilhosa.

A vizinha e o pai da menina apresentam uma forte atração um pelo outro, e ao mesmo tempo se deparam com vários desentendimentos em relação a matraquinha, trocando farpas com frequência. Uma relação entre esse trio passa a existir e todos eles estão cientes de que não é algo que possa ser duradouro, os adultos são maduros e sabem a hora de parar. Os dois trocam experiências relacionadas a suas vidas levando aos prantos quem lê, apresentando seus passados para nós de forma emocionante.

Sobre o final? Bem, só lendo para saber...  

“Papai, podemos levar tomates? Minha amiga” – Ana aponta para a loira – “disse que tomates deixam o peito em pé”.

As tiradas que a matraquinha impõe ao enredo, ao decorrer de todo o livro o deixam ainda mais cativante.

Aqui temos uma história que fala de amor, que aborda um tema importante como  o bullying – pelo qual Ana passa devido ao seu problema, que gerou muitas confusões e muitos inimigos também. Gabrielle é o tipo de pessoa que não tem medo de dizer o que pensa, coloca as amizades acima de tudo, e precisava muito ajudar sua nova amiguinha, por causa de seu trauma e por não contar como as pessoas a maltratavam. O desfecho da história é sensacional e recomendo que leiam!

Quanto a edição, a capa é linda, não posso falar muito mais sobre isso, pelo fato do livro ser digital. Não li os outros livros de Anne Marck, no entanto só ouvi elogios quanto a sua escrita, se todos forem iguais a “Luz da Manhã” acredito que vou virar fã.

Super indico a todas as pessoas que gostam de emoções a flor da pele, gostam de ler livros qie tratem de superação e da confiança de que tudo pode vir a ser melhor, que o primeiro passo é a gente querer, que acreditam na vida!

Tem dois livros antes deste “Dom” e “Damien”, todavia não são continuações um dos outros e você pode ler como quiser, eu, como podem notar, li fora de ordem – começando por este – então se resolverem ler fiquem a vontade!


Anne Marck, jovem escritora, curitibana e casada, fascinada pelo mundo literário desde a infância, formada em Letras e Administração que divide seu tempo entre o mercado financeiro e o editorial. Amante de clássicos como William Shakespeare também prestigia ávida, escritores do mercado contemporâneo de obras para adultos que sintetizam o amor e o erotismo como partes fundamentalmente complementares. Com alguns contos publicados, sempre desejou escrever seu primeiro livro e viu este sonho realizado no romance adulto Quando Amar: É possível encontrar o amor sem perder a razão? 

Até mais!

Classificação:

25 comentários :

  1. Mesmo ainda sendo bem avessa a livros digitais, amo histórias assim.
    Que trazem pessoas reais, com seus dramas de passado, dúvidas e claro, aquela esperança mesmo que bem lá no fundo de recomeçar!
    Gostei muito do enredo, aliás, não vemos muito isso nos livros, só em filmes e até novelas.
    Deixar o coração ser dominado por uma criança é algo mágico e sem explicação, ainda mais se ela vier com um pai a tiracolo.rs
    Vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris tudo bem?
    Parece ser uma leitura bem envolvente menina, fiquei bem interessada em ler, principalmente por que tem todo esse amor referente a criança e que me envolva, dica anotada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa, pela sua resenha esse livro até parece uma tarde ensolarada de tão leve, feliz e radiante! Personagens infantis são sempre apaixonantes principalmente se forem tão cativantes como a matraguinha me pareceu! A resenha ficou incrível e a dica do livro super valida! Obrigada!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  4. A premissa do livro parece linda, das que me tiram lágrimas com facilidade, ainda mais quando tem uma criança cativante como personagem de destaque. Não conhecia o livro ou mesmo a autora, mas sem dúvida é uma história que conferir.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ahhh... Esses livros com essas pegadas mais dramática e emotivas são a minha cara. Sem contar que tem a pequena Ana que deve dar todo um toque de doçura na história. Já gostei.
    Bjs.
    Amanda Nery
    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei sabr logo de cara, que uma das personagens principais dessa trama é uma criança. Elas sempre trazem um pouco mais de doçura para os romances, é impossível não se encantar, e a Ana parece ser desse tipo. Esse parece ser um livro intenso e fofo ao mesmo tempo e eu fiquei realmente muito interessada. Anotando a dica aqui.

    Abraços,
    https://literaleitura2013.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Já vi esse livro é minha cara, adoro histórias de amor e que trazem também várias mensagens ao leitor.
    Pela sua resenha pude ver que é história linda e que também um romance maravilhoso.
    Adoro quando os enredos envolvem personagens intensos e emocionantes.

    bju


    http://naturezaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Eu gosto muito de livros emocionantes e que falem de superação, então já fiquei mega curiosa para ler este livro. A estória pareceu-me ser muito boa, fiquei curiosa pra ler.

    Beijos,
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Fiquei com tanta vontade de conhecer a Matraquinha. Ela parece ser encantadora. Já a história do casal protagonista não despertou tanto minha atenção.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá

    Não sou adepta de livros digitais, mas fiquei interessada em ler a obra aqui resenhada.
    Gosto quando os autores brasileiros trazem assuntos, como por exemplo, o bullying para seus enredos. O público acaba se identificando com cada personagem. É importante a mensagem do livro: amor, força e perseverança para passar pelos obstáculos. Grandes personagens! A capa é linda!


    Valeu a dica!


    Beijos.


    =**

    ResponderExcluir
  11. Olá, ainda não conhecia esse livro. Gostei da resenha. A obra parece abordar temas interessantes através da pequena personagem. Quero ver como o romance entre o pai dela e a vizinha vai se desenvolver.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Achei essa capa tão fofinha! Tenho este titulo, mas ainda não li, mas espero ler em breve. Estou ansiosa para ler Damien, que minha amiga já me alertou que é maravilhoso! Falta ter o Dom, que vou providenciar assim que ler Damien! Adorei sua resenha e acredito que vou apreciar muito a leitura! Bj

    ResponderExcluir
  13. Olá, eu não conhecia o livro a até achei a premissa boa, mas não conseguiu me despertar interesse pela leitura por agora, talvez mais para frente eu até me interesse. Gostei de conferir a sua resenha, mas dessa vez passo a dica.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu já tinha visto essa capa pelas redes sociais e não sabia sobre o que se tratava. Simplesmente adoro livros que tem personagens infantis e que muitas vezes roubam a cena pelo seu jeito nos diálogos.
    Certamente vou querer conhecer em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  15. Oi, Cris!
    Gosto de livros que envolvem crianças, elas sempre roubam a cena. rsrs
    A história em si parece muito cativante e ainda com uma criança no meio, já me conquistou. rs
    Ótima dica!
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  16. Ola
    já vou correndo na amazon para ler, tenho uma filha especial e sei como as pessoas podem e são crueis com nossos "anjos".
    Adorei sua resenha e obrigada pela dica.
    Bjus

    ResponderExcluir
  17. Infelizmente não é de uma temática que me agrade muito, então vou passar a dica desta vez. Deve ser uma leitura interessante para quem curte este gênero literário. Boa sorte com o blog!

    Portal GATILHO
    https://portalgatilho.wordpress.com

    ResponderExcluir
  18. Tardeeee.. Obrigada pela resenha, na lista interminável de leitura kkkk

    ResponderExcluir
  19. Olá Cris,
    Ainda não conhecia esse título, mas já percebi que vou dar risada em alguns momentos. Achei muito massa termos uma personagem jovem essas tiradas, isso dá sempre tanta leveza pra história. Vou dar uma pesquisada nos outros livros dessa série e anotar a dica.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Adorei a premissa, me encantei com a história só lendo sua resenha, imagina quando eu pegar o livro para ler? Prevejo lagrimas e sorrisos. Enfim, fico muito feliz que a história tenha te cativado a ponto de escrever uma resenha tão maravilhosa, e fico mais feliz por não ser "obrigada" a ler os dois primeiros livros antes desse, porque amiga, eu quero essa história para ontem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    O livro tem uma boa premissa, mas devo confessar que não despertou meu interesse para a leitura no momento.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oii! Eu amoo a escrita da Anne desde que eu li o romance Renda-se, ela escreve de uma maneira tão envolvente que quando começamos a ler não conseguimos mais parar até finalizar a leitura haha. Eu já tinha visto essa capa no Instagram dela, mas não conhecia a história. Parece ser muito linda e emocionante, e já vi que irei me apaixonar por esse trio haha. Obrigada pela dica e espero ler um dia, bjss!

    ResponderExcluir
  23. Oi Cris, como está?
    ADOREI a premissa da história e particularmente achei comovente a backstory da Luz do Sol. Não é muito comum ver pessoas autistas como personagens principais, mesmo a protagonista de fato sendo outra. Mas pelo modo como tu escreve, consigo imaginá-la nesse posto com glória!
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com
    http://www.galaxiadeideias.com

    ResponderExcluir
  24. Oi, Cris ^^
    Está ai uma obra que desconhecia. Infelizmente, nosso mercado nacional nos faz desconhecer muitos autores que só se tornam conhecidos de uma parcela através de uma publicidade boa ou através de várias resenhas positivas.
    Te confesso que o enredo dessa história, me baseando em suas impressões, é mais um clichê. Não vejo nada demais ser um, até porque é bom para aqueles que estão procurando se curar de ressacas literárias de enredos complexos.
    Entretanto, não me chamou nada a atenção uma vez que há elementos clichês que não me despertam o interesse.
    Crianças nos livros geralmente são carregadas de sabedoria que poucas vezes vi isso na vida real, dá para contar no dedo e nenhum deles eu tinha convívio direito.
    Sobre a questão de traumas do passado acredito que todos temos e eles fazem parte da formação de quem somos, eles nos tornam únicos. Alguns são tão dolorosos que nos fazem repensar a vida. Mas eu acredito que é possível superar no fim do túnel um trauma e voltar a ser feliz. Assim como a história da Gabrielle e Maximilliano parece se encaixar.
    Parabéns pela resenha, girl.

    ResponderExcluir
  25. Como vai, Chris?
    Amei a premissa desse livro. Histórias com crianças com qualquer deficiência mexem com nosso coraçãozinho, diz aê! Concordo que a capa está linda, Espero que a autora a mantenha quando for fazer a edição física. Super leria essa trama. Dica anotada. Um beijo.

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^