Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

3 de julho de 2017

Resenha: Deliciosa Lição - Pri Ferraz.

Título: Deliciosa Lição.
Autora: Pri Ferraz.
ISBN-13: 9788558320399.
ISBN-10: 855832039X.
Ano: 2016. 
Páginas: 411.
Idioma: Português.
Editora: SPZ.
Gênero: Romance, Erótico.
Adicione ao Skoob.

Sinopse: Lia é uma garota de 17 anos calma e recatada, filha de pais evangélicos, sempre muito obediente. Mais isso não significa que ela seja santinha do pau oco ou sonsa, embora ame sua casa e sua família é na escola que ela se sente realmente em casa, entre seus livros e amigos. Uma rusga entre ela e seu professor de história a fará ter sensações jamais sentidas. Ela nunca imaginou quem é o Prof. Paulo fora de uma sala de aula... Ela será apresentada a novas descobertas onde algemas e chicotes a farão delirar. Entre religiões, tabus e dominação, ambos descobrirão até onde a luxuria e o desejo poderá levá-los.



Lia está no último ano do ensino médio e contando os dias para completar 18 anos. Ela é uma ótima aluna, mas está com dificuldades em química, e além disso, tem que conviver com um homem lindo, o professor Paulo. Ele é arrogante na sala de aula, e parece ser apenas com ela. Ela tem uma amiga, Susan, que é tarada e sempre faz alguns comentários extremamente indecentes.

“Com mais ou menos 1,85, olhos azuis, cabelos castanhos, pele clara, ombros largos e pelo jeito um corpo malhado. Ele deve frequentar alguma academia, algo que tenho que admitir, é que quando ele entra na sala seu perfume fica até a última aula, um cheiro maravilhoso de Malbec.”

Lia não é aquele tipo de garota que suspira por qualquer um, e ela é virgem. Isso deixa sua amiga maluca, já que ela é louca por sexo e está naquela fase da adolescência em quer experimentar de tudo. A história vai passando e Lia vai dar aulas de reforço para alguns alunos, para aumentar sua nota em química. Entretanto, conviver mais com aquele professor podia mudar um pouco as coisas. Com o tempo, o que realmente mudou foi o fato de ela fazer um comentário sobre ele, que ele não deixou passar em branco. Mal sabia a nossa mocinha que ali começaria sua história...

“Ele me agarra segurando com uma mão o meu rabo de cavalo e a outra em minha cintura, e então me beija, sua boca pressiona sobre a minha em um beijo bruto e violento, sua língua invade cada espaço da minha boca, ele puxa cada vez mais meu rabo de cavalo, suga minha língua com sucções fortes, como se fosse engoli-la e então começa a morder meu lábio inferior. 
– Eu pareço gay, fala? 
– Não. – Minha voz não é maior que um sussurro.”

E agora? O que ela faria? Depois disso Lia faltou à aula, só que uma hora teria de encará-lo, não poderia fugir para sempre ou mudar de escola. Sua amiga não poderia saber se não faria insinuações o ano todo, como guardar aquilo só para ela? Isso seria difícil. Porém, Susan estava decidida a jogar Lia para algum menino, e agora seu boletim saiu, sua nota em química não era o que ela esperava.

Após encontrar o querido professor, ele decide que ela terá de respeitá-lo e à leva para casa dele. Ela não quer ir, mas ele a está desejando. Após uma sessão de tapas na bunda  dela  (ao estilo 50 tons de cinza), ele revela que a queria a muito tempo, mas que ele não era tão bonzinho quanto qualquer um. E ela revela que ainda é virgem, mas ele já desconfiava.

“– A coisa não é tão simples, na realidade é bem complicada. Eu não sou bonzinho, na realidade, gosto de coisas que seria um pecado apresentar pra você, sou quase um demônio, Lia. (...)”
Ele está com um pé atrás, mas ela decide que quer seguir em frente, ele prometeu ajudar ela, e ela quer conhecê-lo um pouco mais, e o que ele pode oferecer para ela. 
“(...) – Você me ajuda, nós brincamos e assim com certeza vai ficar uma deliciosa lição, o que acha?”

Ao concordarem e determinarem todo o acordo, para os pais dela, ela teria aulas de reforço, para os dois é muito mais do que isso. Alguns problemas podem surgir, e se ela se apaixonar? Seria difícil manter tudo em segredo, não é?

“Sei que pedi para não me apaixonar, mas desculpe querido Deus, não deu. Eu já estou apaixonada, peço então encarecidamente que me proteja, e que quando tudo isso acabar, eu não sofra tanto, e que eu possa seguir com minha vida assim como sei que ele irá seguir a dele.”

Tudo parece ir a mil maravilhas, mas quando um menino abraça Lia e fala para Paulo que ela é sua garota ele pira, e acaba assustando-a mais do que o normal. (Sabe aquela parte de 50 tons de cinza em que Cristian bate na Ana e ela vai embora? Então, é igual.) Ela fica chateada e com raiva dele, mas agora ela tem algo a mais para se preocupar, sua amiga estava grávida e não sabia o que fazer. E o pior de tudo: Paulo começa a ficar estranho com ela, e Lia descobre seu segredo mais obscuro.

O que será que ele esconde? Como Susan vai ficar a partir de agora?
E se a família dela descobrir que ela está com um homem mais velho e tudo o que fez? E se ele agir como um babaca com ela? E se forem além do que poderiam? Se ultrapassarem os limites deles mesmos? E as consequências de sua escolha para o seu futuro? Qual vai ser o desfecho de tudo?

Eu gostei do livro como um todo, apesar de, como mencionei acima, ter partes que me remetem a outro. Gostei pela leitura simples, e também de a autora descrever cada lugar detalhadamente, mas sem ser de uma forma cansativa, isso foi maravilhoso. Confesso que no começo achei meio "visão 50 tons de cinza", mas tudo mudou – ainda que nos faça lembrar –. 

O jeito de ser dos personagens, a diferença de idade e o fato de Lia ter uma família religiosa, de serem crentes e praticarem essa religião, a forma com que isso vai influenciar a história, todo o conjunto da obra me conquistou. A parte mais legal é o fato de ele ser experiente e ela não, e o que realmente nos pega é que já sabemos que ela vai se apaixonar, mas ele? Nunca saberemos, ou sim? Bom, o que posso dizer? Se quer descobrir? Leia! E não se esqueça: mente aberta, porque sim, você vai ser remetido a histórias que você conhece e isso é normal.

O livro não tem tantas cenas eróticas assim, todavia, é evidente que as tem. O linguajar não é pesado e não incomoda. Não posso falar muito sobre a edição, pois li o livro digital da Amazon, porém posso destacar que não notei erros durante a leitura, a capa é um tanto amadora, mas, ok...


Recomendo a leitura para quem curte esse lance de descobertas, que gosta de um bom romance e para quem aprecia um drama, uma leitura que flui e um livro fácil. Como disse, eu gostei bastante do livro como um todo, é bem bacana a forma com que determinados assuntos foram abordados.

Já conhecia? Ficou interessado? Bom, tudo pode acontecer no final, vale a pena conferir e até a próxima!!!

Classificação:

8 comentários :

  1. Oiii Ana tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, mas fico feliz que tenha gostado e então trazido a resenha para nós, sei que muita gente vai adorar a dica e ler.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana! Confesso que fiquei um pouco insegura sobre ler esse livro no começo da sua resenha, por ter muitas referências de outros livros haha, mas como você mencionou para ter a mente aberta, acabei me surpreendendo e me interessando pela história. Gostei do tema, o enredo parece ser envolvente e conter umas cenas bem intensas haha. Acho que vou dar uma chance e ler um dia, obrigada pela dica. Bjss!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Ai gente, gostei desse livro. Preciso ler ele. Não me importo se remete a outros livros, desde que seja bem escrito. Que pela sua resenha, me parece que foi. Só sei que preciso descobrir tudo que você disse. hahahaha
    Beijos
    Laneh Martins

    ResponderExcluir
  4. Fico feliz quando vejo resenhas em que a pessoa gosta da leitura a ponto de transparecer isso em palavras. Infelizmente, a premissa da história (professor BDSM com aluna estilo Anastácia de 50 tons) acabou não me atraindo, mas faz parte.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?

    Apesar da sua boa indicação, ainda assim, confesso que a temática não me chama a atenção... Enfim, quem sabe um dia...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Gosto muito de eróticos, porém no momento estou enjoada do gênero, pois li muitos e um atrás do outro. Apesar de também achar a premissa parecida com 50 tons, o que você achou da história me deixou curiosa para conhecer melhor a história, mas, como disse não estou lendo livros do gênero, por isso anotarei a dica para futuramente.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Achei a premissa bem mais do mesmo... Assim como você também achou em alguns momentos...
    Achei sua resenha bem informativa e me fez ver bem a obra, que por sinal não conhecia.
    Mas infelizmente, essa dica eu vou passar! rs

    beijinhos!!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Acho um ponto positivo a autora ser detalhista nas descrições, mas não gosto dessa relação que é criada entre a aluna e o professor. Mesmo tendo outros pontos positivos, como uma escrita que flui, o ponto negativo me faria não lê-lo agora.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^