Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

24 de abril de 2017

Resenha: Mar de Rosas - Quarteto de noivas #02.

Título: Mar de Rosas.
Série: Quarteto de Noivas.
Livro: 02.
Autora: Nora Roberts.
ISBN-13: 9788580412734.
ISBN-10: 8580412730.
Ano: 2014. Páginas: 288.
Idioma: Português.
Editora: Arqueiro.
Gênero: Ficção, Romance.
Categoria: Literatura Estrangeira.
Adicione ao SkoobCompre: aqui.

Sinopse:
Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês.
Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor.
Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso.
Qu ando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado.


No segundo romance da série Quarteto de noivas, Nora Roberts nos apresenta Emmaline - a florista da Votos, empresa especializada em Casamentos perfeitos, criada e fundada juntamente com suas três melhores amigas. Emma é a típica mocinha pela qual nos apaixonamos logo de cara. Sua alegria, seu auto astral e a paixão pelo que faz a deixa quase perfeita, mas, como diz sua amiga, Mac: "tanta energia e bom humor chega a ser irritante" - no bom sentido) -. Porém, sua principal característica é o romantismo, desde que se entende por gente ela tem um sonho, um desejo: Encontrar o amor, o seu conto de fadas.

Podia até imaginar a cena: o cheiro das rosas de verão, a música vindo das janelas abertas de um salão de baile, a luz que deixava tudo com um contorno prateado, como nos filmes. O modo como seu coração pulsaria (como pulsava agora quando ela visualizava tudo aquilo). Ansiava por dançar ao luar num jardim isolado. Tinha 11 anos.

Emma tem uma bela prova de felizes para sempre em casa, seus pais são o exemplo de amor incondicional e ela quer isso.

Não, não, já estava romantizando tudo. Por que fazia isso? Sempre passava da luxúria saudável para o romance. Esse era o seu problema e certamente estava enraizado na maravilhosa história de amor dos seus pais. Como poderia não querer aquilo para si também?

Jack é um típico colecionador de mulheres, não chega a ser um cafajeste, mas é o tipo de cara que não quer relacionamentos sérios. Na verdade, a questão aqui é mais profunda do que parece. Jack ficou traumatizado com a separação dos pais, ele não acredita no amor...

Unindo esses dois opostos, temos o enredo de Mar de Rosas, entretanto, como nem tudo costuma ser flores (trocadilho infame), Jack e Emma são amigos a pelo menos 10 anos. Jack é o melhor amigo de Del, o que tornou sua presença frequente na vida das meninas, e esse é mais um obstáculo que eles terão que enfrentar, pois se não derem certo, não querem perder esse laço: é possível? Descubra lendo...

A escrita da Nora é sem dúvidas leve, romântica (suspirei e molhei os olhos em algumas partes), mas também têm aquelas pequenas cenas calientes, (Meu Deus, a porta! - leia para entender - rs.), que lhe roubam o fôlego, sem explícito, o que torna o livro simplesmente perfeito. Em minha opinião, esse volume foi muito melhor do que o primeiro.

Mar de Rosas, como diz na capa, é realmente um conto de fadas moderno. Recomendo para quem curte romances contemporâneos leves e gostosos. Espero que, para aqueles que optarem pela leitura, que vocês possam se apaixonar, assim como me apaixonei.

[ALERTA SPOILER]
Selecione o texto com o mouse para ler.
"Apenas um adendo, relacionado a um pequeno problema (para minha pessoa) no final, o grande revés (Sim, quando lemos esse tipo de romance, como dizem: água com açúcar - esperamos pelo revés que sempre aparece, é clichê, mas... eu amo! Me julguem!), fica no penúltimo capítulo, e no último já está tudo acertado. Na minha opinião ficou faltando algo, deixando corrido demais. Talvez o mocinho devesse rastejar mais... Ainda assim, a cena final é lindaaa... o que me fez ignorar este pequeno deslize."

Gostam da escrita da Nora? E do Quarteto? Me contem tudo!
É isso, galera, até a próxima!

Avaliação:
Confira as demais resenhas da série clicando nos títulos abaixo:
1. Álbum de Casamento.
2. Mar de Rosas.

8 comentários :

  1. Amo Nora Roberts!! E adoro o quarteto de noivas, cada livro é tratado com tanta doçura e amor!! Amei a resenha

    ResponderExcluir
  2. Ih, eu acho que a parte de spoiler não saiu... Não consegui ver por aqui hahaha.
    Nunca li a autora, mas super conheço essa série, é super famosa né?
    Confesso que não gosto muito de romances em livros, e sendo esse bastante centrado na coisa, acho que não funcionaria muito comigo :/


    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Pela sua resenha ficou claro que vc gostou bastante do livro, aliás, da autora... Eu tenho probleminhas com livros de época e todo esse romantismo, mesmo os amigos falando super bem da escrita acho que vou esperar meu coração amolecer.

    bjss

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu ainda, acredite ou não, li nenhum livros dessa mulher, e olha que não foi por falta de é opção kkk, acho que não vou me identificar com oa livros dela aí tenho um receio. Acho as capas desse quarteto muito linda. Enfim, passarei a sua dica de hoje. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. oie, sou apaixonada por esse quarteto e super concordo que esse livro foi muito melhor do que o primeiro, que foi meio paradinho e eu não gostei do carter. realmente, os desfechos no geral são meio rápidos, o que desanima, mas não deixa de ser um livro incrível e delicioso.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Ainda não li nada da autora, mas tenho MUITA vontade de ler O Quarteto. Não sabia que tinha um "conto clássico" por trás. Gostei desse ponto. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Dai, tudo bem?
    Acho que sou a única pessoa no mundo que não leu Nora Roberts. Apesar de querer muito. Mas acabo passando batido por ela. Tenho um livro dela, mas fica escondido hahaha.
    gostei da resenha, me deixou mais curiosa pra ler. Vou colocar em uma lista e tomar vergonha na cara pra ler.

    Beijos
    Laneh Martins

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Não sou muito chegada em romances, não que eu não leia, mas a questão é que eu procuro coisas que fujam da realidade e em gêneros nesse estilo não encontro essa possibilidade. No entanto, achei muito bacana a sua resenha e me arrisco a ler essa obra no momento em que eu precisar curar uma ressaca literária <3 pois tenho certeza que será perfeita para isso.

    Ah, e eu não consegui selecionar o spoiler *lê eu triste.

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^