Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

29 de outubro de 2016

Resenha: Menina má - Willian March.


Olá povo lindo que mora dentro do meu coração, como vocês estão? 
Espero que maravilhosamente bem, com a graça de Odin e a benção de Zeus.

Eu estou trevoso. Isso mesmo, estou trevoso! risos.

E é exatamente por causa dessa nuvem de trevas que habita meu coração que resolvi ler e resenhar um livrinho divo da editora mais trevosa do universo. U.u


DarkSide Books, vocês conseguiram me fazer virar gótico suave e voltar a ouvir Evanescence, merecem palmas! rs

Obs: AMO EVANESCENCE. S2

Bem, o livro que li da editora em questão, chama-se: " Menina má".
Confesso que já fiquei arrepiado só de ler o titulo, sou medroso. haha

Antes de começar a resenha propriamente dita, gostaria de compartilhar com vocês o nome das musicas que me ajudaram a entrar de cabeça na leitura. Cada uma delas serviu para um momento em específico da obra em questão. (Obs: músicas escolhidas por mim).

Playlist trevosa do Zack: 
 
01: My immortal- Evanescence.
02: Bring me to life- Evanescence.
03: Born to die- Lana del rey.
04: Gods and monsters- Lana del rey.
05: Dark paradise- Lana del rey.
06: Serial Killer- Lana del rey.
07: Sad girl- Lana del rey.
08: Freak- Lana del rey.
09: Young and Beautiful- Lana del rey.
10: Ghost- Halsey.


Conseguem perceber o nível de trevas? Sem mais delongas, vamos de resenha!



Título: Menina Má.

Autor: Willian March.

Editora: DarkSide Books.

Gênero: Suspense / Mistério / Terror.

Idioma: Português.

Ano: 2016. Páginas: 272.

ISBN-13: 9788566636819.

ISBN-10: 85666813.

Skoob: aqui.

Compre: aqui.

Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.

Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.

 
No livro, somos apresentados a uma garotinha de 8 anos de idade aparentemente exemplar e super ultra “fofinha”, seu nome é Rhoda. A menina é descrita, a principio, como um verdadeiro anjinho, super encantadora e prestativa. A história é descrita através dos olhos de Cristina, já conto quem é ela.

“Sabe, ela é uma criança bem à moda antiga: a franja, as trancinhas, a covinha na bochecha de um lado só. Ela parece uma criança da época de minha avó. Tinha até uma gravura em cores na casa de vovó de que sempre me lembro; era de uma menininha patinando — ai, uma menininha impecável, bem-composta, com cabelo solto, meia-calça listrada, botas de cadarço e uma touca de pele com protetor de orelhas combinando. Ela patinava sorrindo, e tinha os dentes meio separadinhos também. Quanto mais eu penso nisso, mais ela me lembra de Rhoda.”

Aparentemente, Rhoda é um amorzinho, não é mesmo? Só que na verdade, ela é um lobo em pele de cordeiro... Confesso que tenho certa quedinha por personagens do tipo, porém, Rhoda não caiu no meu gosto. A maneira como o autor a descreveu é simplesmente fantástica, impossível não se sentir, no mínimo, perturbado lendo acerca das atitudes da garota. A riqueza de detalhes é outro fator positivo na obra em questão, o autor conseguiu descrever as cenas com clareza sem deixa-las cansativas.

A história é contada do ponto de vista de Christine Penmark (mãe de Rhoda), o que, ao meu ver, é algo que coube completamente no contexto da história, afinal, faz com que o leitor force seu consciente na tentativa de imaginar os pensamentos de Rhoda e tentar adivinhar suas próximas atitudes.

Christine é uma personagem encantadora, amei a maneira como o autor a descreveu, não consigo sentir nada a não ser amor pela mesma.

Outra personagem que merece destaque é Monica, vizinha de Christine e Rhoda, a principio a mulher nutre um imenso apreço pela garotinha e a descreve como um verdadeiro “ideal de criança”, uma pessoa em que todos deveriam se espelhar e seguir seus passos... ledo engano, querida Monica. haha

O ponto de partida da narrativa é um concurso de caligrafia em que Rodha, apesar de todo o esforço, acaba não vencendo. Outro garoto ganha a medalhinha pela qual ela tanto ansiava e isso acaba ativando dentro da menina um sentimento negativo, ela passa a não se conformar com o ocorrido e a afirmar que merecia o prêmio...

Até que em um piquenique organizado pela escola onde Rhoda estuda, o vencedor do concurso acaba morrendo em uma espécie de “acidente”. Depois desse fato, a vida de Christine passa por um verdadeiro rebuliço e a maneira como as pessoas enxergavam Rhoda muda completamente... Rhoda passa a não ser mais a queridinha dos adultos e muito menos das crianças que convivem com ela.

É completamente assustador acompanhar o desenrolar da obra, me senti exposto, despreparado e profundamente perturbado durante a leitura. Recomendo o livro para pessoas que curtam um bom suspense, garanto que nesse fator o livro não falhou em momento algum. Só recomendo que tomem cuidado, seu coração também pode acabar virando "trevoso" após a leitura. rs

[Quotes]

“ O que você me dá se eu der para você uma cesta de beijinhos?”

"Sentou-se à escrivaninha para responder à carta, mas, antes, apoiou o rosto nas mãos e ficou observando a rua verdejante, querendo aproveitar ao máximo sua felicidade — uma decisão muito sábia, já que era a última vez que se sentiria assim na vida."

"Como posso culpar Rhoda por seus atos? Quem tem essa semente do mal e o passou para ela fui eu. Se alguém tem culpa, esse alguém sou eu, e não ela."

Fiquem com Deus e que Raziel os proteja, tio Zack ama vocês. Beijos no core. 

Avaliação: 

26 comentários :

  1. Olá!

    Gente, eu ouvia Evanescence quando tinha 12 anos hahahaha boas músicas, inclusive. Sobre o livro, que livro! Mais uma resenha super positiva da obra, que nos faz ter medo da pequena Rhoda (que nome feio, socorro).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha Só o nome já asssusta kkkk
      Evanescence é amorzinho <3

      Excluir
  2. Olá
    Eu acabei de ler uma resenha sobre essas obra,e veja que ela está tomando todo o país rsrs. Enfim. . . Que não ama essas edições da dark em? Eu tenho muita vontade de assisti ao filme e ler o livro também.Principalmente pela parte trevosa que você falou kkk. Moça você ama de mais a dona Lana né? Só colocou ela na PleyList trevosa kkkj. Até mais vê
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lana ém minha eterna rainha <3 hahhahaa
      até mais, bjss

      Excluir
  3. Já li muitas resenhas deste livro, mas confesso que nenhuma fez referencia à trilha sonora que o livro tem e eu curti isso. Este livro está na minha lista de leitura já tem uns meses, ainda estou tomando coragem para ler, uma vez que o gênero não me atrai muito.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Que medo dessa Rodha! Adoro tramas com crianças do "mal", se é que posso chamá-la assim. É que as maldades vem de onde menos esperamos. Esse livro tá na minha listinha há muito tempo. Adorei a resenha.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Sou uma medrosa de plantão, portanto, nem nos sonhos pretendo fazer uma leitura dessas rsrs... Mas, quem gosta do genero certamente será uma boa leitura, pois, já li muitos comentários bons.
    Apesar de ser terror, que não tenho o hábito de ler, gostei muuuito desse quote das cesta de beijinhos <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, Zack! Li esse livro há poucos meses e me senti da mesma forma que você: exposta, chocada... Esse é um daqueles livros que nunca estamos preparados para o que virá na leitura, principalmente, por pôr em foco uma criança de aparência tão pura e bondosa que ninguém cogitaria a hipótese de culpá-la por nada. Mas apesar de ser uma obra perturbadora, é muito bem escrita (ainda mais quando consideramos a época em que foi lançada) e me encantou pelo qualidade da história. Adorei!
    Beijos.

    thehouseofstorie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Eu não sou muito fã de livros de terror, mas sempre vejo este livro sendo resenhado e falado em todos os lugares. Confesso que isso me deixa curiosa para ler, mas não sei quando eu finalmente vou ter a coragem de ler.
    Espero que seja em breve.
    adorei a resenha, foi informativa sem ter spoilers.
    Bjssss

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Li esse livro recentemente e achei o desenrolar da obra perturbador, pois ficou bem longe de ter assustador, mas gostei de saber que você achou o desenrolar assustador, pois acho que esse era o propósito do livro.
    Não gostei muito da forma como o autor impôs o que Rhoda é. Mas o final foi fascinante e adorei o que aconteceu.
    Adorei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Desde que vi o lançamento da obra, fiquei muito curiosa para conferir. Já vi várias críticas positivas e, assim como sua resenha, só me fizeram querer ler ainda mais.
    É bem intrigante que uma menina de apenas 8 anos como Rhoda possa ter tais atitudes e quero muito saber como sua mãe conseguiu lidar com toda essa situação.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee Zaqueu ^^
    Evanescence ♥ toca aí 0/ ontem bateu a bad e fiquei ouvindo as músicas da banda...hehe' amo!
    Eu não gosto desse tipo de livro, parece ser bem macabro e assustador, mas essa capa (tão macabra e assustadora quanto) me chamou muito a atenção, então eu quero ler kkk' Não quero que meu coração vire trevoso agora, então acho que vou adiar a leitura *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  11. Olá ♥
    Tenho visto muitas resenhas desse livro, e mesmo sendo uma medrosa de carteirinha estou quase lendo, pois vejo muitas resenhas comparando o livro com o filme " A ÓRFÃ e mesmo sendo muito medrosa foi um filme que eu vi e amei. A história parece te prender o tempo todo. Gostei de saber que o livro e na perspectiva da mãe imagino a frustração ao longo da leitura em saber o que a garotinha anda pensando ou fazendo. Quero ler, mas bate aquele receio de por não ser um gênero que eu goste a leitura não flui. Biejs

    ResponderExcluir
  12. Não vejo a hora de ler. Fico pensando na forma como deve ter sido a descoberta de Cristina em relação a sua filha. É complicado pensar que uma menina de 8 anos pode ser tão má.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Filho, que Playlist é essa?! huauhauhuhahua
    Quase pedi pra Rhonda vir aqui em casa me matar! huahuahuhua
    #Brincadeiraaaaa <3

    Eu AMEI Menina Má. A Darkside sempre arrebenta com seus lançamentos.
    Depois eu vi o filme de 56. SENSACIONAL!! Veja!
    é em preto e branco e o final é surpreendente!
    Não é o mesmo do livro. Apenas!! huahuahua

    beijinho!!

    #Ana

    LiteraKaos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *Rhoda
      Não poder editar comentários é uó! huahua.. bj!

      Excluir
  14. OBS: Também gosto de EVANESCENCE kkkkk
    Eu também sou medrosa e realmente só o titulo do livro já da medo e lembra muito um filme com o mesmo nome, menina má.com um filme de suspense muito bom.
    Saber que vc se sentiu perturbado durante a leitura me dá ainda mais medo, mas esse é daqueles livros de terror que eu quero arriscar ler hahahahha. A premissa é realmente muiito boa e sua resenha me deixou mega curiosa.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Eu tinha certa curiosidade em relação a história mas também tinha um pouco de medo. Não gosto de terror. Mas pelo o que pude ver o terror não é o foco do livro e sim a personalidade da Rhoda. Crianças assim são mesmo perturbadoras. Acredito que você tenha ficado extasiado depois da última página de um livro desses. Dica anotada, beijos!

    ResponderExcluir
  17. Eu tinha certa curiosidade em relação a história mas também tinha um pouco de medo. Não gosto de terror. Mas pelo o que pude ver o terror não é o foco do livro e sim a personalidade da Rhoda. Crianças assim são mesmo perturbadoras. Acredito que você tenha ficado extasiado depois da última página de um livro desses. Dica anotada, beijos!

    ResponderExcluir

    ResponderExcluir
  18. Olá =)
    Teve uma época que eu ouvia muito Evanescence, hoje é raro eu ouvir. Mas a música "My immortal" é indescritível, que for ouvir Evanescence pela primeira vez tem que ouvir. Haha' Gostei bastante da sua analise. Não curto terror mas adoro um mistério. Ainda não li nenhum livro da editora Darkside, vou anotar a dica. Beijos'

    ResponderExcluir
  19. OOi!
    Apesar dos muuuitos comentários positivos (Na verdade, nunca vi um negativo! haha) eu não tenho interesse em ler a obra, acho que por conta dos gênero, sou bem medrosa. kkk
    Contudo, amei resenha e sua playlist! :)

    Beijoos!
    Estante Mineira

    ResponderExcluir
  20. Antes de mais nada vem cá me dá um abraço porque Evanescence <3 Infelizmente terror não é nada, mais nada proveitoso para mim. Morro de medo, até dos filmes e por isso não consigo ler nada do gênero. Acho que as edições da Darkside ARRASAM mas nem isso me faz querer aprofundar nisso. Espero que entenda.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi!!

    Tudo bom?

    Ainda não li o livro e muito menos assisti o filme, todavia a obra é clássica. Não gosto de ler terror ou suspense, mas venho tentando vencer meus medos e entrar nesse novo mundo. Minha meta é até o final do ano mergulhar nessas águas e estou pensando em comprar essa obra, já que todos a amam. Beijos e obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  22. Já tinha visto o filme, e quando li esse livro vi o quanto o autor tem o dom de nos assustar, com uma personagem tão forte, tão má. Essa playlist então? Caiu como luva para essa assustadora história.

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^