Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

28 de agosto de 2017

Resenha: A Rebelde do Deserto - Alwyn Hamilton.

Título: A Rebelde do Deserto.
Trilogia: A Rebelde do Deserto.
Livro: 01.
Autora: Alwyn Hamilton.
ISBN: 9788565765992.
Ano: 2016. 
Páginas: 312 .
Idioma: Português.
Editora: Seguinte.
Gênero: Romance, Fantasia, Ficção.
Categoria: Literatura Estrangeira.
Encontre no Skoob


Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele.Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.


Olá, pessoal. Todos bem? Espero que sim! Hoje vamos falar de um novo achado dos livros, uma fantasia diferente de tudo aquilo que já li – o que parece estar acontecendo com frequência ultimamente –. Então pegue muita água, pois nossa nova aventura é no meio do deserto onde criaturas míticas habitam e cidades pobres se escondem. Prontos?

Amani Al’Hiza é uma jovem órfã, que não vê um futuro em sua pequena e entediante Vila da Poeira. Ela sonha com o dia em que vai sair dali, e ter uma vida diferente daquela leva, apesar de sua família tentar provar o contrario e calar sua voz, ela luta bravamente contra as regras que tentam impor a ela. 


Amani tem seus segredos, seus dons e isso a torna especial, a jovem rebelde é uma atiradora fora de serie e vai usar isso a seu favor.

Ela precisa de dinheiro e um belo jeito de consegui-lo é vencer uma pequena disputa de tiros, o que para ela é algo muito fácil. No entanto, existe um pequeno inconveniente: Amani é mulher. A jovem se disfarça de garoto, cobrindo seu rosto e deixando apenas seus olhos azuis a mostra.

A rebelde não consegue vencer a disputa, mas acaba conhecendo um lindo e interessante rapaz, que a ajuda a fugir depois que o local da disputa pega fogo. A garota volta para casa e tenta maquinar um novo plano, já que ficar e casar com seu tio não é uma opção.

Amani está na lojinha da família, passando mais um dia quente e entediante no deserto, quando o jovem misterioso aparece e lhe pede ajuda. Ela o esconde dos guardas, que dizem que ele é muito perigoso, todavia, em divida com o forasteiro, ela não o entrega. Ele finalmente se apresenta como Jin e ela descobre que gosta dele.


Uma grande comoção na vila começa, graças há um Buraqi – uma criatura imortal, parecido com um cavalo, mas que se torna em areia e é veloz como vento – que pode custar muito caro se conseguirem prendê-lo e domá-lo. Todos da pequena vila tentam pegar a criatura, mas Amani é a mais desesperada deles, esse sentimento a impulsiona e a faz ter as forças necessárias para aprisionar o ser místico. Só há um, porém, a criatura não lhe pertence, mas sim ao seu tio – a jovem é uma mulher e nada do que ela diga ou faça ou mesmo tenha é de fato seu, mas do homem que a tem.

Amani se enfurece, porém não há nada que possa fazer a respeito, até que Jin a resgata com Buraqi capturado e a leva para longe de todo o futuro nem um pouco feliz que a espera. Os dois acabam indo parar em outra vila afastada, em um bar, e ela percebe que seus objetivos são muito diferentes. Temendo que o enigmático rapaz a leve para muito longe de onde deseja, ela o dopa e foge com um buragi. Na próxima vila ela vende o ser místico e compra uma passagem para o trem que a levará diretamente para a cidade grande e para mais próximo de seu sonho.

No trem, Amani volta a ser perseguida pelos guardas e enquanto foge se encontra novamente com Jin, sem conseguir escapar dele e sem uma alternativa melhor, eles pulam juntos do trem e acabam vagando pelo deserto. Juntos, Amani e Jin percebem que são uma dupla infalível, aos poucos uma relação surge entre eles, mas uma revelação sobre o passado e as verdadeiras origens tanto dela quanto dele pode abalar essa relação.

Com uma narrativa fluida e emocionante, com criaturas fantásticas e personagens maravilhosos, “A Rebelde do Deserto” é um livro cheio de surpresas e pontos de virada sensacionais. A diagramação é muito boa, a capa maravilhosa, e com certeza a história lhe prende. Então, se você procura um livro cheio de magia e aventura? "A Rebelde do Deserto" é a história que você procura!

Classificação:

3 comentários :

  1. Oi Jes, é o tipo de livro que adoro aventura, adorei sua resenha, realmente me deixou curiosa, vou colocar na minha lista, bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Jess!
    Só 3 estrelas? Magoei kkkkk eu amei Amani e o mundo fantástico que a rodeia, o livro na minha lista de favoritos do ano com a sua continuação. Depois vamos conversar sobre isso kkkkk

    Beijokas

    ResponderExcluir
  3. Oi Jéssica!
    Eu amei A Rebelde do Deserto, especialmente pela Amani. Ela é uma personagem incrível, super independente e forte, o tipo de mulher que gosto de ver nos livros. Já estou com o segundo aqui, quero ler o mais rápido possível.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^