17 de outubro de 2017

Resenha: Negócio Fechado – J. Marquesi.

em 17 de outubro de 2017

5 comentários

Titulo: Negócio Fechado.
Autora: J. Marquesi.
Série: Família Villazza #01.
Editora: Amazon.com.
Gênero: Romance contemporâneo, Ficção.
Categoria: Literatura Brasileira. 
Paginas: 325.
Ano: 2017.
Idioma: Português.
ISBN: B074MCJYTX.
Encontre no Skoob.
Compre: aqui.

Sinopse: Marina, com apenas 24 anos, carrega marcas profundas causadas pela perda dos pais e pela saudade. Sozinha, sem formação e experiência, ela vê a oportunidade de reconstruir sua vida trabalhando como camareira num luxuoso hotel do Rio de Janeiro. Porém, a chegada de um misterioso hóspede e a atração irresistível entre eles desperta nela sentimentos nunca antes conhecidos. Antonio é um italiano que mora no Brasil desde criança e já se considera um brasileiro. Ela carrega dentro de si um sofrimento que esconde de todos, embora essa dor norteie a sua vida, e nem todo o dinheiro que tem é capaz de amenizá-la.
Poderiam pessoas de mundos tão distantes viverem uma grande paixão?
  

Oi pessoal! Estou aqui para resenhar uma história bem legal, dessa vez! Vamos lá!

Marina é uma mocinha de família de classe média, quando era adolescente passou por uma fase de rebeldia, mas seus pais sempre estiveram ao seu lado lhe dando conselhos. Quando sua mãe faleceu ela tinha apenas doze anos, e passou a viver só com o seu pai, que foi seu consolo e seu amigo. 

O tempo passou e ela foi aprovada no vestibular deixando seu pai todo orgulhoso. Ela iria realizar o sonho de fazer a faculdade de Direito, só que a vida não é simples, nem na vida real, por eu seria na ficção, não é? Infelizmente o pai de Marina falece e ela se vê sozinha no mundo e sem dinheiro, pois a economia que tinham foi utilizada no tratamento de seu pai.

Tendo de seguir na marra a vida, ela trancou a matrícula e foi atrás de um emprego. Conseguiu em um hotel, como camareira. Ela não tinha formação nenhuma, mas tinha orgulho do seu trabalho e não tinha medo de por a mão na massa.

Foi lá que Marina encontrou Antonio pela primeira vez, daí para frente uma série de acontecimentos aproximam os dois. Quando Marina o encontra pela segunda vez, é fora do hotel, em uma boate. Ele não a reconhece e os dois começam um relacionamento, pois a atração é intensa. Só que Marina não conta para ele que trabalha no hotel, até que em um evento eles se esbarram. Antonio, como novo proprietário do hotel, ela como ajudante para servir a comida. Ele não ficou nada contente de saber que ela mentiu pra ele.

Tive uma visão do céu e do inferno ao mesmo tempo. Não, desgraça pouca é bobagem, ele tem que, agora, tornar-se meu novo chefe!

As coisas só se complicam, pois Marina nunca se sentiu tão apaixonada por um homem, como estava por Antonio. Eles não lidam muito bem com a situação e ela vai para casa chorar sua tristeza. Marina é sozinha e se vê cada vez mais distante de ter alguém na vida. A situação fica muito mal resolvida entre eles, não acontece uma despedida e não são dadas chances para que perguntas sejam feitas e respondidas. Marina não quer mais nada, ela foge e não quer mais saber, pois sentir o desprezo na voz de Antonio foi demais para ela, porque, apesar de não ter lhe contado quem realmente era que mal tinha em ser uma solitária camareira?

A nossa mocinha resolve continuar tocando a sua vida e seu trabalho no hotel, até que surgi uma vaga no hotel de Curitiba e ela não pensa duas vezes: aceita a proposta de mudança. Ela não tinha o que lhe prendesse onde estava, ansiava por mudar de ares, por conhecer pessoas novas e por deixar o acontecido para trás.

Ela chegou a cogitar a possibilidade de ser Antonio quem tinha “mexido os pauzinhos” para que lhe fosse oferecida a nova vaga, para que ela pudesse melhorar um pouco a sua vida. No entanto, logo ficou sabendo que foi outra pessoa, que na verdade Antonio nem estava trabalhando, mas sim viajando. Marina consegue, finalmente, um cargo melhor, encontrou novos amigos e estava feliz... Até se deparar com Antonio, novamente.

Minha garganta seca e meu coração pula como um touro dentro do peito. Ah, meu Deus, ele é ainda mais bonito do que me lembrava! E a julgar por sua expressão de incredulidade, desconhecia a minha presença nessa sala.

Quando pensamos: “Agora eles vão se acertar!” ... Acontece alguma coisa para atrapalhar – risos. Antônio tem um segredo muito bem guardado, porém resolve contar para Marina, pois os sentimentos que nutre por ela são profundos. Só que ele tinha de viajar, uma vez mais, claro, para colocar um ponto final nos problemas e conseguir se entregar ao amor que sentia.

Quem é que tem bons amigos aqui? Bem, eu não sei, porque ele só tem aqueles amigos da onça que não querem ver a felicidade alheia. E, é por isso que Marina fica sabendo do segredo dele por outra pessoa, ela, impulsiva, como sempre, não quer dar uma oportunidade dele se explicar, uma chance para eles resolverem as coisas. Marina acredita, finalmente, que a felicidade não é para ela. 

A história parece um conto de fadas, muito divertida, cheia de amizades sinceras e tudo parece que não vai dar certo. Mas... curiosos? Então leiam e descubram se o final feliz pode ser do jeito que você imagina ou não. Apenas: LEIAM!

Com uma escrita simples a autora consegue nos prender a história do início ao fim, é um ótimo passa tempo e cumpre bem o papel ao qual se propõe. Para quem procura uma leitura leve e deliciosamente divertida é uma ótima pedida!

Classificação:


Juliana Marquesi tem 32 anos e começou a escrever na adolescência. Atualmente é advogada, mãe, esposa e agora realizou seu sonho de mostrar a todos as suas histórias. Sua série, A Família Villazza, atualmente contém dois livros e o terceiro já está sendo escrito.

5 comentários :

  1. Ah como eu sou apaixonada por livros assim!rs
    Que trazem os desencontros, reencontros e muito amor no ar e nos personagens.
    O amor improvável, que o cinema explora tanto e hoje em dia, a literatura nos presenteia também!
    Não conhecia a história, mas já quero saber mais e mais!
    Nossa literatura é de dar um orgulho danado!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Amiga, eu adoro livros assim.
    Sinto que as vezes precisamos de algo fofo e mais simples.
    Adorei a sua resenha. ^^

    Beijos
    Débora | Em cada página || Canal no Youtube || Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oiê!
    Parabéns pela resenha, mas, infelizmente, não me interessei pelo enredo desse livro. Achei bem previsível e estou preferindo leituras mais diversificadas no momento.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?

    Que história deliciosa, amo esse tipo de livro. Pra passar o tempo, pra não pensar em outras coisas. Com certeza to anotando a dica e espero ler em breve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris Santana! Obrigada pela resenha, foi uma grata surpresa! <3

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^



TOPO