2 de setembro de 2017

Resenha: Crônicas dos Krinar – Mia e Korun.

em 2 de setembro de 2017

7 comentários

Título:  Mia e Korun.
Autora: Anna Zaires.
Autor: Dima Zales.
Série: Crônicas de Krinar.
Livro: 1, 2 e 3.
Editora: Mozaika Publications.
Gênero: Romance, Erótico, Ficção científica.
Ano: 2017.
Idioma: Português.
ISBN-10: 9781631422256.
ISBN-13: 978163142226.
Compre: aqui.

Sinopse: De uma autora best-seller do New York Times, uma história viciante e empolgante de um amor sombrio na Terra pós-invasão...
Cinco anos no futuro, os humanos deixam de ser a espécie mais avançada. A Terra é comandada pelos krinars, uma raça bela e misteriosa de outra galáxia.
Universitária tímida e inexperiente, Mia Stalis nunca teve muita interação com os invasores até que um encontro do destino no Central Park muda tudo. Depois de atrair a atenção de Korum, ela agora precisa lidar com um krinar poderoso e perigosamente sedutor que fará de tudo para possuí-la... até mesmo tirar sua liberdade.
Dos arranha-céus da cidade de Nova Iorque às paisagens alienígenas de Krina, a paixão épica dos dois transformará o mundo.


Observação: esta é a trilogia completa das Crônicas dos Krinar, contendo Encontros Íntimos, Obsessão Íntima e Lembrança Íntima (três romances com um total de 270.000 palavras).
  

Olá, pessoal! Hoje estou aqui para contar um pouco da história de Mia e Korun, vamos lá?!

As Crônicas de Krinar nos trazem uma ficção científica misturada a romance e erotismo e nos trás uma história onde a terra foi invadida por outro povo, pelos intitulados, Krinars. Isso aconteceu há cinco anos, todos estavam com medo, ninguém tinha certeza de nada. No começo muitas pessoas morreram por causa disso, houve uma guerra, mas eles eram mais avançados em tecnologia.

Os Krinars queriam viver em harmonia com os humanos, afirmavam que os humanos eram criações deles, assim como a imagem e semelhança, no entanto o “assunto” acabava por aí.

Os Krinars eram mais inteligentes e muito mais fortes também. Havia uma resistência que queriam os Krinars fora da Terra, eles estavam tentando achar aliados para sua causa.    


[ENCONTROS ÍNTIMOS] Mia estava na faculdade, em Nova York, nas provas finais. Ela se encontrava “até o pescoço” de trabalhos acadêmicos, então suas únicas preocupações eram as notas que precisava atingir. Foi em um dia comum, no qual estava em um parque quando viu um homem em cima da ponte, olhando para o nada. Mia olhou-o, ele estava de perfil  e ela se encantou pelo seu porte atlético, musculoso, alto e bonito. Então... ele virou encarando-a e a mocinha percebeu que ele não era humano, seus olhos eram amarelos. 

Korun é um alienígena, que veio a Terra para ficar. Sua especialidade é a de desenvolver todo tipo de tecnologia avançada – e vou falar para vocês: ele é muito bom nisso! Korun é a inteligência dos Kinars, ele desenvolvia todo tipo de equipamentos, armas, etc e tal e ninguém estava acima dele. Superior ao seu comando? Só o Conselho que ainda estava em seu planeta – ainda –. Sim, Korun é o comandante dos invasores.

Ele olhou para Mia, uma garota bonita de olhos azuis grandes, com cabelos cacheados, a atração foi imediata. Korun encaminhou-se até onde ela estava, eles conversaram um pouco, mas Mia saiu de fininho, era tímida, queria só estudar e não queria confusão. Ledo engano Mia – risos –, Korun se encantou com o jeito doce e simples dela e é nesse ponto que tem início a verdadeira encrenca.

Korun resolveu que a queria, como macho alfa e um predador, ele tinha tudo em suas mãos, era um líder e todos o obedeciam e tinham de fazer a sua vontade. Ela não tem experiência nenhuma em relacionamentos, no entanto, não gosta de ser comandada, vigiada ou ser submissa a ordens. Com o desenrolar da historia Mia percebe que não tem o que fazer, pois ela se apaixonou, dividida entre a lealdade ao seu povo ou seu amor por Korun.

Neste primeiro livro acontecem muitas disputas e traições. Mia quer sua liberdade a todo custo, todavia Korun é dominante e não abre mão dela. Mas Mia comete um erro e ela vai arrepender-se de ter se aliado as pessoas erradas.

[OBSESSÃO] Mia está pagando por seu erro. Ela aliou-se a resistência, no entanto, o plano deu errado. Eles foram capturados, não todos, e por isso agora ela estava em perigo. Os que sobraram estavam a sua caça achando que ela os entregou.

Mia acredita que agora será uma prisioneira, pois Korun a estava levando para longe de Nova York, para Costa Rica onde fica a casa dele. Mas, o que ela não sabe, é que ele faz isso para protegê-la. 

Neste segundo livro os dois entregam-se ao amor, Mia se rende a Korun de corpo e alma, ela o ama, porém ele ainda não confia nela. Mia está mais confiante, Korun faz todos os seus gostos, está mais carinhoso, arrumou até um estágio para ela trabalhar com os Krinars.

As coisas vão se estreitando e ela o leva para apresentar a sua família, onde acabaram estreitando ainda mais os vínculos. Todavia, Mia se preocupa com o futuro, como pode dar certo, de duas raças diferentes, com costumes e outros fatores a serem levados em consideração, como podem eles ficar realmente juntos?

No desenrolar dessa história, Korun, como um líder, faz muitos inimigos que tem inveja de sua capacidade de criar armas potentes. Eles estão à espreita, apenas esperando um passo em falso de Korun para capturar Mia, afinal, eles sabem que ela tornou-se seu ponto fraco.

Aqui nós vamos notar o amor e devoção dos dois, eles passam por muitos problemas e os sentimentos tornam-se cada vez mais fortes. Ambos farão de tudo para ficarem juntos. 

Mia está disposta a dar sua vida por Korun, e ele por ela. E Korun vai além, ele quer transformar Mia, quer torná-la como ele é. Com cenas mais picantes e mais adrenalina, acompanhamos a adaptação de Mia aos costumes de Korun, mas ela não está nada contente com isso.

LEMBRANÇA ÍNTIMA: Mia é presa e perde a memória, Korun a salva mas o estrago está feito. Ela, mesmo com sua perda de memória, sente uma atração por Korun e então resolve ficar ao seu lado.

Korun não está contente, como alguém ousou colocar a mão em sua mulher? Ele se desespera, a perda da memória de Mia não pode ser revertida, semanas se passam e talvez haja uma nova esperança. Mia luta constantemente para se lembrar de Korun.

Korun vê uma solução, depois que conversa com alguns cientistas e amigos, a única maneira de reverter o problema é levá-la ao seu planeta de origem, Lenkarda. Com isso em mente ele pede permissão aos anciões, pois só eles podem dar autorização para voarem até lá. Com a viagem marcada, levam com eles a família de Mia e um prisioneiro.

Nesse livro ele ficou tão protetor com ela que chega a ser fofo. Korun lutará contra todos, demonstrará a Mia que ela é mais importante do que tudo em sua vida.

Antes de terminar o livro, fiquei em dúvida de como poderia ter um final feliz, se é que puderam ter e o que significaria isso. A autora foi muito eficaz em colocar um final que me encantou, como foi realmente esse desfecho? Descubra lendo.



A trilogia é fascinante, chama a atenção de quem gosta de ficção, de mistério e de uma pitada erótica, mas tudo isso fortalecendo o amor, quebrando as barreiras e passando por cima de obstáculos e sempre renovando a esperança de poder ter um futuro.

Adorei a escrita da autora, ela focou em colocar Korun como um predador, mas no decorrer da escrita demonstrou que até o mais forte pode se tornar o mais carinhoso, que o amor quebra barreiras e tudo se transforma.


Anna Zaires se formou em economia, mas resolveu abandonar a carreira e correr atrás do seu sonho de se tornar escritora em tempo integral. Casada com Dima Zales, que também é escritor de ficção cientifica e fantasia, em parceria escrevem seus livros.

Classificação: 

7 comentários :

  1. Olá!
    Essa dica eu vou passar, romances hot não são a minha praia, mas acho que é quem é fã do gênero deve gostar.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. oie, particularmente não gosto de nada herótico, mas parece um bom livro, tendo ação e reviravoltas também. Bacana sua resenha dos três livros, dá a possibilidade de o leitor saber o que esperar.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Não conhecia a trilogia, mas achei legal a mistura de ficção científica com o erótico. E deu para perceber que há um bom enredo por trás do Hot. Fiquei curiosa para conhecer a história, principalmente para descobrir o final, já que ela ficou sem memória, beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Acompanho uma série de mistura de Sci-fi com erótico de uma autora nacional aqui do blog, ler essa resenha me remeteu a série dela (que é diferente, mas me fez lembrar). Confesso que não sou muito de livros eróticos em si, mas que se tiver um enredo cativante a parte e que vá MUITO além das partes eróticas? De boas! Valeu pela indicação, Cris!
    E achei mega bacana estar chegando livros aqui, diretamente pela Amazon. <3

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris!
    Menina é cinquenta tons do futuro? Kkkkkkkkk não aguentei! Eu até gosto de hots, mas me arrisco nos hots que os sem temas novos e diferentes do famoso Cinquenta tons, então dessa vez eu passo o Grey alienígena.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  6. Livro Maravilhoso! !!! AMEI DEMAIS!❤

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^



TOPO