24 de agosto de 2017

Resenha: Entre o Amor e a Vingança – O Clube dos Canalhas – 01.

em 24 de agosto de 2017

11 comentários
Título: Entre o Amor e a Vingança.
Série: O Clube dos Canalhas.
Livro: 01.
Autora: Sarah MacLean.
ISBN-13: 9788582352939.
ISBN-10: 858235293X.
Ano: 2015. Páginas: 304.
Idioma: Português.
Editora: Gutenberg.
Gênero: Romance de época, Erótico, Ficção, Romance.
Categoria: Literatura Estrangeira.
Adicione ao Skoob.
Compre: aqui.

Sinopse: O que um canalha quer, um canalha consegue...
Uma década atrás, o marquês de Bourne perdeu tudo o que possuía em uma mesa de jogo e foi expulso do lugar onde vivia com nada além de seu título. Agora, sócio da mais exclusiva casa de jogos de Londres, o frio e cruel Bourne quer vingança e vai fazer o que for preciso para recuperar sua herança, mesmo que para isso tenha que se casar com a perfeita e respeitável Lady Penélope Marbury.
Após um noivado rompido e vários pretendentes decepcionantes, Penélope ficou com pouco interesse em um casamento tranquilo e confortável, e passou a desejar algo mais em sua vida. Sua sorte é que seu novo marido, o marquês de Bourne, pode proporcionar a ela o acesso a um mundo inexplorado de prazeres. 
Apesar de Bourne ser um príncipe do submundo de Londres, sua intenção é manter Penélope intocada por sua sede de vingança – o que parece ser um desafio cada vez maior, pois a esposa começa a mostrar seus próprios desejos e está disposta a apostar qualquer coisa por eles, até mesmo seu coração.


Faz algum tempo que esse livro chegou a minhas mãos, o comprei por ter achado a capa linda (algo que faço raramente) e também por ser indicação de uma amiga de quem compro – ela sempre me indica bons livros. E, apesar de ser uma apaixonada confessa de romances de época, não sei por que cargas eu tinha certa relutância para com os livros da Sarah MacLean – tinha – haha.

Então, para tirar alguns livros “encalhados” da estante e finalmente dar uma chance real a eles, decidi de última hora participar – sem pressão nenhuma da dona Mayara (minha parceira aqui do Blog) – da maratona literária de inverno, a MLI 2017, na qual, claro, flopei e flopei com gosto. Eu deveria ter lido seis livros durante a maratona, li cinco no período correspondente, mas, por força maior do destino, dos livros que tinha separado para a maratona li apenas dois – risos.

Voltando para o livro em questão, o que tenho para dizer? Apaixonei-me!!!

Esse é o primeiro livro da série O Clube dos Canalhas e ele conta com uma dose deliciosa de traições, passados obscuros, corações marcados e erotismo.


“O ódio tomou conta por um breve instante, antes de desaparecer, extinto por uma fria determinação. Então seu mundo e a vida que sempre conheceu. Jurando vingança...”

Conhecemos já no início do livro Michael – o Marques de Bourne. Ele, no auge de seus 21 anos, sozinho no mundo, sem seus Pais e entregue a uma mesa de jogo, na companhia de alguém a quem seu Pai lhe confiou – e em quem ele confiava – perdeu tudo, tudo o que era da sua família, restando a ele apenas o seu título e nome, agora na lama – como considera a sociedade “maravilhosa” da Londres na qual vive. Após esse acontece temos um salto de tempo que nos transporta para aproximadamente 10 anos após o ocorrido.

Com uma moeda que se torna o seu amuleto e muita força de vontade, unindo-se a outros Cavalheiros desonrados por diversos motivos, com o passar dos tempos Bourne reergue-se e torna-se mais poderoso financeiramente do que jamais fora quando tinha a sua herança. E é assim que a história tem inicio com Bourne retornando das sombras em busca daquilo que, de certo modo, lhe foi roubado, e de vingança.

E então conhecemos a nossa nem tão doce, nem tão agressiva, mas que se coloca muito bem, mocinha, Penélope. Ela é determinada e apesar de sempre ter se comportado como se espera que se faça uma mocinha da sua época, Penélope sabe bem o que quer. Ela foi julgada por um erro de seu ex-noivo, é condenada por “não ter conseguido prender o interesse dele”, afinal, após um grande escândalo e o termino de seu noivado, o Duque que outrora lhe cortejara casou-se com uma dama escandalosa em menos de quinze dias.

Ela esperou por alguém por muito tempo, escrevia cartaz a um bom amigo, o qual se perdeu no mundo e deixou a amizade deles para trás. Como a sinopse revela, Penélope ficará no caminho de Bourne, entre ele e parte daquilo que o homem perdeu. As cartas são um charme a parte nessa história e vão nos evidenciando momentos singelos do passado.

Em busca de vingança qualquer um será uma ferramenta para que ele alcance o ápice do que deseja. Bourne só não esperava encontrar uma jogadora a sua altura, que estaria disposta a postar todas as cartas de uma única vez em busca de algo a mais, e que o fizesse ter de jogar uma partida da qual ele jamais imaginou.

Já que ele faz parecer que a arruinou completamente, e com o fato de que ela sente-se responsável por suas irmãs e delas precisarem ter chances de um futuro melhor, também de bons casamentos, Penélope faz acordos e vai se arriscar a descobrir se existe realmente algum tipo de honra entre canalhas e jogadores.

Um relacionamento que começa de modo completamente errado, e que vai enlouquecer a ambos. Uma história repleta de segredos que nos são tão evidentes e ainda assim, que é delicioso de se desvendar a cada virar de páginas. A questão é: quem sairá vencedor dessa mesa de 21? Descubra lendo.

O enredo é delicioso. Bourne é um personagem irritante e ainda assim, adorável. Penélope é incrível! Confesso que fiquei com muita dó de um certo amigo e que a reposta do “por que” que Penélope queria era tão evidente...

Somos apresentados a personagens secundários que são tão cativantes quanto o casal principal, como Phellipa – uma das irmãs de P. – e Chase – adorei esse personagem! Vários outros também nos cativam, mas destaco estes dois porque são adoráveis – haha.

Bourne é um dos sócios do clube noturno, de jogos e outras coisas mais, o Anjo Caído, um lugar que carrega e transpira a aura dos seus donos. Penélope quer se aventurar no ar noturno de Londres e conhecer todos os mistérios que cercam a vida de seu marido, nesse casamento que ele faz questão de deixar claro ser apenas um negócio. Sendo assim, ela quer e fará uso das aventuras e da liberdade que faz parte do acordo de ambos.

Só que nada é simples, e para que ambos consigam o que querem as coisas podem fugir de controle e tudo se perder. Quem vai sair vencedor? Amor e ódio podem até andar lado a lado, mas, eles realmente podem coexistir em um único coração?

Não é um romance inovador, mas é o tipo que faz o melhor com os elementos que tem, e com isso acerta em cheio conquistando os leitores do gênero com maestria.

Bom, sei que já me alonguei demais, todavia, o livro é delicioso e a vontade que tenho e de falar mais e mais sobre ele. Com um enredo cativante, uma escrita deliciosa, simples e intensa, Sarah nos conquista e amarra cada ponto da história no lugar certo. Até mesmo as cenas eróticas são bem escritas, sem apelações e bem construídas. Confesso que o desfecho final poderia ter mais algumas páginas e que foi um pouco rápido demais, mas que ainda assim é extremamente delicioso. É um livro que me deixou com gostinho de quero mais!

A capa do livro é linda, e como disse anteriormente, foi um dos motivos pelos quais o comprei. A edição é simples e charmosa, infelizmente alguns erros que acredito serem tanto de revisão quanto de tradução se fazem presentes, mas não é nada que vá tirar o brilho ou a compreensão da obra. Temos aqui um romance de época no melhor estilo, aquele tipo que nos arranca suspiros, nos causa raiva e no fim? Só queremos mais!

Se recomendo a leitura? Claro! Para todos que buscam um romance de época delicioso, com todos os ingredientes que um desses precisa ter e para quem quer aventurar-se pelo gênero é, sem dúvidas, uma ótima pedida!

Classificação:

P/s: Quando li a sinopse do quarto livro meio que surtei e quero lê-lo muito, mas, como uma boa “Dama” que tenho de ser – haha – vou ler na sequencia correta. Entretanto? Me aguarde Chase! – risos.

Obs.: Não recomendo que leiam a sinopse dos próximos livros, encare a leitura de vez, se optar por.


Até mais ver!
Leia outras resenhas da série clicando nos títulos abaixo.
3. Entre a ruína e a paixão.
4. Nunca julgue uma dama pela aparência.

11 comentários :

  1. Oie Ana, tudo bem?

    Confesso que também comprei esse livro pela capa. Só fui saber mais da história quando fiz o sobre saga e fiquei curiosa. Depois de ler sua resenha fiquei mais curiosa ainda. Espero fazer a leitura muito em breve.

    Beeijos

    ResponderExcluir
  2. Acredita que nunca li romance de época? Acho que estou perdendo tempo, porque todo mundo ama.. rs Parece ser mesmo bom, eu já havia ouvido falar dessa série, que bom que gostou, quero ler e vou dar uma chance. beijão

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Acho que já comentei por aqui que não sou fã de romances hot, e nem época, pelo menos não sem um contexto histórico maior.
    Passo a dica ;)

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Eu vi as capas da série e ao contrário de vc não achei que foram bem trabalhadas, são monocromáticas demais, cada uma dentro de sua cor não oferecem jogo de luz e sombra, profundidade, contraste. São "chatas". Já os livros da Sarah.... Eu tentei com todas as forças do mundo, mas não era meu momento com a autora.

    Então vou deixar essa dica passar e quem sabe na próxima eu encontre um livro para chamar de meu.

    bjss

    ResponderExcluir
  5. Oie amore,

    Sou simplesmente apaixonada pelas capas que estão surgindo nessa temática - romance ce época... e essa é linda né.
    Me empolguei ainda mais por saber que tem algo de erótico na história...
    Dica anotada por aqui!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  6. oie, que bom saber que sua relutância inicial se provou infundada e que no fim você se apaixonou pelo livro. Adoro esses que nos causam diversos sentimentos, e deixam esse gostinho intenso de quero mais. tomara que você goste dos próximos volumes. Eu não li sarah, mas espero fazer isso logo.

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Já li várias resenhas sobre ele, mas ainda assim não curti a premissa. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Olá! Ainda não li nada dela! E amo romances de época! Dica mais do que anotada, fiquei curiosa para ler, parece ser uma história maravilhosa e envolvente. E essa capa? Linda demais, beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem?
    Que bom que essa leitura, mesmo após insistência, tenha te agradado!
    Eu não li nada dessa autora ainda, mas estou muito curiosa, pois acho os livros dela incríveis. Acho muito legal quando uma autora pega o que tem e faz a coisa dar certo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Aninha!
    Nem preciso dizer o wat estou louca para ler essa série né? Kkkkkk você já sabe! Sua linda resenha só piorou as coisas, já tenho certeza que essas crianças estarão na minha caixa da Black Friday kkkkk

    Beijokas

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana!
    Adoro Romance de Época, mas da Sarah MacLean só li a série Os Números do Amor (e adorei!!!). Mas já quero ler essa série também, amei sua resenha e ela só aumentou minha vontade!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^



TOPO