Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

17 de março de 2017

O autor responde: Bianca Gulim.


Olá!!

Nana aqui, para trazer um pouco mais da nossa autora parceira Bianca Gulim! Sim! Se vocês acharam que já tinham tudo para saber sobre ela e sua distopia Sobreviventes do Caos (é só clicar no nome do livro para erem direcionados para resenha), eu vou mostrar que sempre dá para conhecer um pouco mais! 

Com esse pensamento, fui atrás de uma entrevista para saber se a autora da trilogia 2323 tem segredos para nos contar, e olha só no que deu... Clica ali no cantinho para saber mais, vai, vai!

Se você clicou, vou ficar esperando pelo comentário lá no final! (risos)

Para evitar repetições, vou deixar o link para vocês saberem aquelas informações básicas sobre a autora AQUI! Clica lá, saibam um pouquinho sobre ela e depois voltem aqui para ler essa entrevista que está muito legal!


Primeiramente, obrigada por ter aceitado participar dessa entrevista. Agradeço a oportunidade de conhecer o seu trabalho e espero que venham muitos mais pela frente.

Bianca: Obrigada você, Nana. Fiquei muito feliz com o convite, espero contribuir positivamente!

1. Blog - Nana: Vamos começar pelo começo, falar um pouco mais de vocês, nos diga, como surgiu a vontade de começar a escrever?

Bianca: A vontade de começar a escrever surgiu muito do nada. Eu já tinha percebido que tinha talento para a escrita, mas essa percepção estava voltada para o ambiente corporativo, onde atuei por muitos anos. Eu sempre li muito, mas nunca parei para pensar em escrever um livro, não era uma das minhas ambições. Na verdade, acho que eu nunca tive tempo para parar e pensar nisso. Até que eu comecei a notar que trabalhar no ambiente corporativo não estava mais sendo o suficiente para mim, não estava me realizando. Em 2015, sai do emprego em que atuava e passei um tempo em casa. Nesse período de reflexão e calmaria, pensei nas minhas possibilidades de profissões levando em consideração os meus talentos, e a vontade de escrever surgiu. Experimentei, gostei da atividade, senti facilidade e achei o resultado final interessante. Pedi para algumas pessoas do meio em quem eu confio avaliar, e a resposta foi positiva. Então, percebi que essa seria a profissão que me faria feliz.

2. Blog - Nana: Agora que sabemos como surgiu essa vontade, gostaria que nos contasse de onde surgiu a ideia para escrever Sobreviventes do Caos.

Bianca: Eu já tinha a Celine e outros personagens prontos na minha cabeça. Eu sempre tive a mania de inventar personagens para as histórias que lia e ficar imaginando como eles reagiriam nas situações do enredo. As personalidades estavam formadas na minha cabeça. Então, só precisei imaginar um cenário e as coisas foram fluindo. Eu sempre gostei muito de distopia, de imaginar como seria a reação do homem em um momento delicado, explorar a natureza humana. Então, segui nessa linha.

3. Blog - Nana: Sobreviventes do Caos é uma distopia, com pitadas de romance, você sempre gostou de distopias, ou tem algum outro gênero que gosta muito de ler?

Bianca: Sempre gostei muito de distopias, mas gosto também de policial, suspense, fantasia, erótico. Só não gosto quando o único assunto do livro é o romance, fico entediada. Pra mim, tem que ter um pouco de ação, ou fantasia, ou mistério, algo a mais! Só romance não dá! Ao mesmo tempo, quando leio um livro que não tem romance, sinto falta. Acho que o ideal é um equilíbrio entre os elementos.

4. Blog - Nana: Tem outros planos paralelos? Ou por enquanto pretende se fixar somente nas distopias?

Bianca: Acho que a série 2323 me deixará satisfeita com distopia por um tempo. De série também. Após finalizar a trilogia, pretendo escrever um policial com suspense. Algo que envolva um serial killer. Tenho vontade de escrever em primeira pessoa, alternando a narração entre assassino e vítimas. Ou assassino e detetive. Algo nesse sentido.

5. Blog - Nana: Todo autor tem suas inspirações, gostaria de saber quais são as suas inspirações literárias?

Bianca: Eu gosto muito do trabalho que a J. R. Ward faz ao mesclar ação e romance, com uma pitada hot. Com certeza a saga Irmandade da Adaga Negra me inspirou nesse sentido.

6. Blog - Nana: Voltando para a trilogia 2323, você pretende continuar seguindo o mesmo ritmo de Sobreviventes do Caos? O que podemos esperar desse segundo livro?

Bianca: O ritmo em que as coisas acontecem continuará o mesmo. Tenho a preocupação em não deixar a história parada, em fazer as coisas acontecerem rápido. Isso tem sido um desafio pra mim, pois o final de Sobreviventes acaba me obrigando a trazer muitas informações para o leitor, o que pode acarretar em muitas páginas sem ação.
O leitor sentirá uma mudança nos personagens, principalmente na Celine. Em Sobreviventes, eles sobrevivem às situações, como o nome sugere. Na sequência, eles estarão mais maduros e farão mais do que simplesmente ir decidindo as coisas na correria e fazendo o melhor que a situação permite. Celine estará mais fria, racional. Ela será colocada à prova mais como estrategista, do que como guerreira. Em Sobreviventes ela passa grande parte da história buscando informações. Na sequência, muitas cartas serão colocadas na mesa, e ela poderá explorar melhor as opções. Uma traição será revelada, também. Enfim, os leitores podem esperar grandes emoções!!

7. Blog - Nana: Já que tocamos nesse assunto, o segundo livro da trilogia já tem um título, ou ainda é segredo?

Bianca: Ainda não tem um título! Aliás, essa é minha grande dificuldade. Sobreviventes foi escrito em 3 meses, mas eu demorei mais de um ano para achar um título, o tempo em que o texto foi produzido. Cheguei a ficar preocupada, pois a data de lançamento estava chegando e nada de bom me vinha à cabeça. Nada que eu pensava era bom o suficiente. Finalmente, pensei em “Herdeiros do Caos” e fiquei muiiiiito feliz, porque refletia muito a história em si, que era o que eu buscava. Mas, o título já havia sido utilizado, e eu tive que mudar. Foi uma decepção, mas pelo menos eu já tinha uma ideia de título. Então, ficou Sobreviventes do Caos.
Na sequência, provavelmente farei algo como apenas substituir a palavra “Sobreviventes”. Algo que reflita a diferença entre os dois volumes. No primeiro, os personagens principais apenas sobreviveram como puderam. No segundo volume, quero substituir “sobreviventes” por algo que faça o mesmo sentido, siga na mesma linha.

8. Blog - Nana: Para finalizar, o final do seu livro me chamou muita atenção, e no decorrer da leitura eu senti um amadurecimento da história, saindo de algo mais juvenil para uma puxada mais adulta. Gostaria que você falasse um pouco sobre como pensou naquele final, se foi premeditado ou se te pegou no calor do momento. (Cuidado com os spoilers - rsrs).

Bianca: Ah, aquele final... hahahahaha, difícil falar dele sem deixar escapar spoilers! Eu queria um final chocante, desde o começo. Mas eu não pensei naquela situação de imediato. Na verdade, eu já estava em mais da metade da história quando tive a ideia. E foi muito engraçado, porque eu não tive que adaptar o que eu já havia escrito em nada, porque a minha ideia se encaixava perfeitamente no texto já produzido. Isso foi o que me deu a certeza de que era o final certo para o primeiro volume. Quanto ao amadurecimento, é isso mesmo. Na sequência de Sobreviventes, você notará um amadurecimento maior ainda, principalmente por esse final. Essa situação mexe muito com a Celine e causa uma mudança de atitude.

9. Blog - Nana: Novamente, eu agradeço a oportunidade, e gostaria que deixasse uma mensagens para os leitores.

Bianca: Ah, imagina Nana, eu que agradeço!

Queridos leitores, eu espero que Sobreviventes do Caos conquiste vocês. Ele foi produzido com muito carinho e dedicação. Quem gosta de ação, romance, adrenalina, mistério e zero enrolação, não pode perder! Esse livro foi feito pra vocês!

Quero agradecer a todos os leitores que vêm comentando sobre o livro. É muito importante para o autor quando o leitor interage, comenta sobre o livro, sobre os personagens, recomenda para um amigo. É gratificante e motivador. Um beijo especial aos leitores influenciadores literários que são essenciais para o processo de divulgação, e me ajudaram muiiiiito!


Ela não é uma fofa!? Bianca é uma daquelas autoras que você não quer parar de falar. E vale muito a pena dar a chance de conhecer mais do trabalho dessa jovem autora brasileira. Vamos valorizar um pouco mais do que temos aqui dentro, certo? Certo!!!

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre a Bianca Gulim, e passem nos outros links dispostos aqui para saber mais sobre ela e sua obra. Fico aguardando aquele comentário delicinha de vocês, e se quiserem sugerir algo que queiram que eu escreva sobre, deixem ali embaixo, eu leio a todos (sei que ando meio relapsa nas respostas mas vou tentar melhorar, viu!).

Beijocas e até a próxima!!

12 comentários :

  1. Oie Nana, tudo bem?
    Que delícia esse post, adorei!!
    Muito obrigada pela oportunidade de compartilhar um pouquinho mais sobre mim e Sobreviventes do Caos!
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um prazer estar te acompanhando! Te desejo todo o sucesso! E que venha logo o segundo!

      Excluir
  2. Que incrível essa postagem menina, fico feliz que tenha trazido a entrevista para nós, é sempre bom encontrarmos e sabermos mais sobre autores independentes.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Morgana, tudo bem? Entrevistada aqui! Que bom que gostou, fico mt feliz!
      Um beijo

      Excluir
  3. Oie amore,
    Não conhecia a autora mas adorei as respostas. Já deu pra ter uma noção do que esperar do livro dela.
    Achei ela super fofa nas respostas e muito preocupada com os leitores. Já quero!
    Ah.. antes que eu me esqueça, Feliz Dia dos Blogueiros!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Grazi, entrevistada por aqui, tudo bem?
      Ah, fofo é seu comentário, muito obrigada!
      Que bom que se interessou por Sobreviventes do Caos! O e-book está em promoção na amazon, por R$ 2,99. Mas corre que é por tempo limitado ;D
      Um beijo

      Excluir
  4. Olá! Que legal a entrevista não conhecia a autora nem o livro. Espero ver outras entrevistas, com autores no mundo da blogosfera. Pois por trás de cada autor que nós encanta com suas ficções, existe uma história real e linda de superação, para realizar o sonho de ser um escritor (a) reconhecido. Parabéns pelo dia do blogueiro . bjs

    http://entrepaginasemuitashistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, entrevistada aqui!
      Você tem razão, conquistar espaço no mercado editorial é bem complicado! Ainda bem que tem blogueiros como vocês pra nos ajudar nessa jornada, muito obrigada!
      Um beijo

      Excluir
  5. Olá, tudo bem?
    Que legal essa entrevista! Ainda não li o livro, mas já vi comentários sobre ele e fiquei muito curiosa. Eu adoro distopias e achei a premissa dessa muito interessante.
    Adorei as respostas da autora e ela me pareceu ser muito simpática. Não sei se eu leria esse thriller policial que ela pensa em escrever, mas é só porque eu sou medrosa mesmo kkkk. Mas, com certeza, quero ler a trilogia 2323.
    Parabéns pela parceria com a autora e, claro, pelo Dia do Blogueiro também!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Maria Luiza, tudo bem? Entrevistada por aqui...
      Ah, muito obrigada!
      Fico muito feliz por seu interesse em Sobreviventes do Caos! O e-book está por R$ 2,99 na amazon, por tempo limitado. Aproveite a promoção!
      Quanto ao triller policial, eu já comecei e estou bem empolgada. Não precisa ficar com medo não, é tudo mentirinha hahahhaha
      Um beijo

      Excluir
  6. Que delícia de entrevista. A autora faz parte do meu time, gosta de tudo um pouco e se estiver misturado melhor ainda.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, entrevistada aqui!
      Sim, sou dessas, quanto mais elementos, melhor! Hahaha
      Um beijo

      Excluir

Agradecemos por comentar! ^_^