Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

5 de agosto de 2015

Resenha: O Baile dos Deuses #02.

Título: O Baile dos Deuses.
Saga: Trilogia do Círculo.
Livro: 02.
Autora: Nora Roberts.
Editora: Bertrand Brasil. 
Páginas: 336.
Idioma: Português.
Lançado no Brasil em: 2011.
Capa: Nacional.
Gênero: Romance / Sobrenatural.
Dados originais: Título Dance of the Gods, lançado em 2006, contendo 316 páginas pela editora Jove, autora Nora Roberts.

Sinopse:
Agora, o círculo de seis se prepara para o confronto final contra o exército da maligna Lilith. Blair Murphy sempre trabalhou sozinha. Destinada a ser uma caçadora de vampiros em pleno século XX, ela vive para caçar. Mas, numa época muito anterior à sua, vê-se como a guerreira num círculo de seis, escolhida pela deusa Morrigan para derrotar a vampira Lilith e seus asseclas. Dentro de dois meses, o círculo de seis enfrentará Lilith e seus exércitos em Geall. A fim de completar os preparativos e recrutar forças para a batalha, o círculo viajará pelo tempo para o mundo de Larkin, onde Blair deverá escolher entre lutar contra a atração esmagadora que sente por ele ou arriscar tudo por um amor que nunca poderá acontecer.

Olá, tudo bem com vocês? Espero que a semana esteja sendo boa para todos!

500 anos depois... vamos falar de O Baile dos Deuses! Lá no início do Blog a quase seis meses atrás (Gente, dia 08 de agosto - esse mês - daqui a alguns dias - completaremos 6 meses! O tempo passa rápido demais e estou adorando tudo isso! Voltando... rs) postei a resenha de A Cruz de Morrigan -  o primeiro livro de uma trilogia que amo, a Trilogia do Círculo da minha Diva Nora Roberts e prometi um reencontro para falarmos mais um pouquinho sobre a trilogia, então, vamos bailar? rs

Para lembrar da trilogia, basta clicar aqui e ler a resenha de A Cruz de Morrigan - Volume I.

No primeiro volume conhecemos o nosso "elenco" (os personagens) e ao longo da trilogia vão surgindo alguns secundários, mas os principais nós já conhecemos que são: Hoyt o Feiticeiro, Glenna a Bruxa, Cian o vampiro, Moira a erudita, Larkin o Shifter (de diversas formas), Blair a guerreira/caçadora e Lilith que dispensa apresentações, não é?

Ele viu onde a terra estava queimada, onde estava devastada. Viu as próprias pegadas na lama quando galopava em meio à batalha, na forma de um cavalo. E viu a mulher que o montara espalhando destruição com uma espada flamejante...

Em A Cruz de Morrigan acompanhamos a formação do círculo mais improvável do mundo, o tipo de combinação que juramos que não vai dar certo, mas que ainda assim, é a única chance que não apenas nossos protagonistas tem, mas o mundo inteiro de sobreviver e é nessa onda que nossos personagens preferidos tem de se entrosar e se preparar em pouco tempo para enfrentar uma grande guerra. Entretanto, como é que se consegue treinar e fechar uma equipe quando não se confia em todos os envolvidos? Quando existem certas "rixas" dentre a equipe e uma das principais é pela origem - ou melhor - pelo que é um destes membros. Como confiar a sua vida e a salvação do mundo nas mãos de pessoas que você não conhece e ou que a muito deixou de "conhecer"? É difícil, porém, a única saída e o nosso círculo vai tentar, tentar mesmo!

"Não há necessidade de ter pressa. Podemos nos divertir um pouco enquanto estamos aqui. Pelo que percebi, não te divertes muito."
"Se ainda estivermos vivos em novembro, darei piruetas na rua. Darei piruetas sem roupa." Ele lhe lançou um rápido sorriso.
"Esta é uma razão nova e importante pela qual irei lutar. Não pensei nas piruetas, mas já pensei uma ou duas veze em ti, nua."

Antes de mais nada, preciso dizer que Nora mantém sua escrita, escrita que para mim é ótima e que flui facilmente para o leitor de forma contagiante e envolvente. A trama continua muito bem construída, ela não se perde em momento algum, nos apresenta os detalhes na medida certa e a um enredo cada vez mais viciante.


"Só não faça nada de tolo" cedendo à necessidade, à preocupação, ela segurou os cabelos dele com as duas mãos, e puxou o rosto dele para o seu. Manteve o medo fora do beijo. Não era medo o que queria mandar junto com Larkin. Em vez disso, transmitiu-lhe esperança e calor, e ficou abraçada com ele enquanto a energia do beijo vibrava até os dedos dos pés.

Nesse volume, conhecemos melhor a personalidade das personagens, seus motivos para estarem ali e a função de cada um. Acompanhamos o treinamento sério deles e as investidas de Lilith contra o círculo na tentativa de desmantelar aqueles que podem destruí-la. E, como não poderia faltar, assistimos a formação de mais um casal, o desenvolvimento de um romance bonito e singelo.


... havia aquele lugarzinho secreto dentro dela, que estava cansado, cansado demais de ficar só, de ser o que era, de fazer o que tinha de fazer, exigindo-lhe que permanecesse sozinha. Sozinha, com sangue, morte e uma violência sem-fim.

Blair é uma caçadora da linhagem da família de Hoyt e Cian, ela é descendente deles e vive no mundo dos dias atuais. Larkin é um shifter de outro mundo, de um dos vários que existem por aí, ele é um Lorde de uma terra chamada Geall e primo de Moira que é a princesa de lá. Geall é a terra que está destinada para receber o derrame de sangue e dependendo de quem vencer... o mundo pode ser salvo ou condenado para sempre. Larkin é um personagem incrivelmente cativante, bem humorado, paciente, educado e lindo... um sonho, não é? E além de tudo, um cavalheiro capaz de curar as "feridas" da vida de um jeito todo especial. É entre esses dois que vemos um romance acontecer, mas será mesmo Larkin capaz de curar a alma de uma caçadora teimosa, marrenta e até certo ponto folgada? Blair é assim e ainda assim, gosto muito dela. Ele vai conseguir despertar o amor ou a cosia toda vai acabar sendo apenas unilateral? O nosso mocinho vai tentar, mas conseguir? É outra história...


Ela fora criada para acreditar que o monstro debaixo da cama era real e que só estava esperando você relaxar para te arrancar a cabeça. Fora treinada para adiar este momento pelo máximo de tempo que conseguisse se manter de pé e lutar, esfaquear, incendiar e matar tantos quanto fosse humanamente possível. Porque, por trás de sua força, de sua inteligência e de seu treinamento incessante estava o reconhecimento de que um dia, de alguma forma, ela não seria tão rápida, tão esperta, nem teria tanta sorte. E o monstro venceria.

Alguns personagens começam a nos deixar em dúvida na questão de que lado realmente estão, as coisas começam a acontecer rápido demais, o perigo aumenta, temos algumas surpresas e revelações e além de tudo isso, a antipatia entre dois dos nossos queridos membros do círculo começa a se fazer cada vez mais presente. Como é que uma equipe que não é tão bem entrosada, que tem dúvidas sobre alguns de seus membros pode ser capaz de derrotar a pior das criaturas que quer junto a seu exército destruir todos os mundos? Todos sabemos que é necessário um conjunto que funcione perfeitamente, onde as peças se encaixam para que as coisas deem certo e realmente funcionem. Se nossa equipe não é capaz disso, como é que podem almejar ter chances de ir além ou de se atreverem a pensar que podem vencer? Seria no mínimo sonhar demais, não?


"Não conheço teu pai ou teu irmão, mas sei que prefiro muito mais estar aqui contigo do que com qualquer um deles. Lutas como um anjo vingativo." 

Esse livro conta com mais ação do que o anterior, mais suspense, perigo, medos, sonhos, desejos, amizade, traições ou não... e com novas criaturas. Com muita aventura, lágrimas e sorrisos. Com tudo que a escrita da Nora é capaz de nos proporcionar e o sarcasmo se faz presente, principalmente em Cian (o meu preferido). A receita é perfeita, para quem curte a mistura de romance com sobrenatural, é uma pedida maravilhosa!

Aqueles olhos, pensou ele, ao fechar a porta quando ela saiu. Aqueles olhos cinzentos e amendoados poderiam matar um homem. Sorte a dele já estar morto.

O Baile dos Deuses nos prepara para o que vem pela frente e posso dizer para vocês que, Nora vai surpreende-los ainda mais no último livro da trilogia, esse é apenas a preparação para tudo que está por vir e ele é sensacional, então, se você vai ler, prepare-se para muitas emoções!



E aí, já leu a Trilogia do Círculo? Já conhece a escrita da Nora? Gosta da mistura de romance com sobrenatural? Prefere vampiros mocinhos ou as criaturas amaldiçoadas como no caso dos vampiros da Nora?

Bem, é isso! Nos encontramos em O Vale do Silêncio e não façam barulho, eles podem ouvi-los!
Clique nos títulos abaixo para ler as resenhas da Trilogia do Círculo.
1. A Cruz de Morrigan.
2. O Baile dos Deuses.
3. O Vale do Silêncio.

14 comentários :

  1. Oiee, tudo bem?

    Nossa, que capa tensa. Achei beeeem feia. Da Nora eu prefiro os romances, não curto muito essa pegada sobrenatural da autora. Mas que bom que você gostou do livro. A Nora é uma máquina de escrever, nunca vi huahuahuahua

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nora Roberts sempre vale muito a pena ler né ( e sim tenho de concordar de que esta capa poderia ter sido mais trabalhada ) , historias de vampiros ,feiticeiros e etc não me atraem em nada, serio ignoro completamente , embora sua resenha este muito boa este livro não consegui destra meu interesse justamente por eu não gostar muito desta pegada mais sobrenatural. Para quem gosta acho que é um bom livro, Nora escreve muito bem.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Os livros da Nora são bem aclamados.
    Não conhecia esse mais já fiquei encantada pela história.
    Que bom que o segundo livro continua com a história boa.
    Dica anotada e vou ler em breve.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olha eu ainda não li nada da Nora Roberts, mas quero começar a ler o QUARTETO DE NOIVAS para poder começar, porque dizem que essa série dela é maravilhosa. Agora esse livro ai eu não conhecia. Espero poder ler assim que possivel, porque quero ainda conhecer seus outros trabalhos. Gostei bastante do seu ponto de vista sobre a história e acho que provavelmente irei gostar!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/livros-que-marcaram-3.html

    ResponderExcluir
  5. Ana lindona a escrita da Nora é viciante mesmo, eu amo, ainda não li essa trilogia adorei as resenhas e já vou colocar nas listas de leitura. Não tem como não se apaixonar com os livros da Nora quem já leu sabe o o encanto de cada palavra. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, xará. Essa autora parece ser tudo de bom, escreve romance, ficção, suspense, meu Deus do céu, um pacote completo, haha. Adorei a resenha do livro, porém a capa deixou bastante a desejar!
    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    O único livro que eu li da Nora foi "Álbum de casamento", e mesmo não tendo curtido 100% a história e a escrita dela, fiquei bastante curiosa para conhecer mais obras. Ver que você gosta tanto da trilogia e prometeu surpresas no próximo livro me deixou bastante animada, mas confesso que achei a capa muito feia *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Aninhaaaa minha Luz! hahahha

    Adoro suas renhas, e essa não foi diferente. Não conhecia esse livro, mas já gostei e já quero. A pessoa desinformada aqui, não sabia que a Nora escrevia livros desse gênero. kkkkk

    Um beijo enorme e estalado! <3

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Amo muito os livros da Nora (a escrita dela é tão maravilhosa e suas ideias tão legais ♥), principalmente os de conteúdo sobrenatural. Esse livro em especial chamou minha atenção por essa mistura cativante entre feiticeiros, vampiros e shifters. Com toda a certeza lerei!
    A capa em si deixou muito a desejar, o que é uma pena.

    xoxo, Kitsu.
    http://www.guildadosleitores.com/

    ResponderExcluir
  10. A única personagem que me interessou foi Lilith, adoro tudo envolvido com universo dessa ser sobrenatural. Acho ela tão poderosa. Como poder perceber meu interesse recai nessa personagem, mesmo parecendo que não tem muito destaque.
    Mas tenho que falar da capa também: é bem feia.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nada da Nora, e agora com essa resenha já ta anotado aqui. Dai eu leio a sua resenha, acabo lembrando que essa trilogia estava na livraria cultura no bandejão por 9,90 e eu deixei passar...T.T A se eu tivesse visto sua resenha antes
    O Diário do Leitor

    ResponderExcluir
  12. Oi Aninha, sua linda, tudo bem
    Passa rápido mesmo, não é verdade. Espero já já estar comemorando com você seu primeiro ano de blog. Nora, é uma rainha mesmo, já li dois livros dela, um de romance que amei (não lembro o nome agora, risos...) e um de aventura muito bom (não me pergunte o nome). Esse eu não conhecia, mas já gostei dessa parte em que não sabemos de que lado os personagens estão. Isso me deixa nervosa. E também gostei de saber que tem muita ação. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Nunca li nenhum livro da Nora, mas acho que vou começar com os romances. Por mais que eu goste de livros com sobrenatural, vou dar uma olhada nos romances, pois eles podem me agradar mais. Se eu gostar, com certeza lerei esse livro!

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bom?
    Conheço a escrita da Nora através de um gênero completamente diferente. Essa série eu ainda não conhecia, mas parece ter vários elementos sobrenaturais e instigantes que tornam o livro ainda mais interessante. Pela capa eu não daria nada por ele.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^